PUBLICIDADE

Excessos do clima na saúde dos atletas

Condições meteorológicas excessivas, como muita umidade e calor, podem afetar o desempenho dos atletas e até com risco de morte

17 jul 2021 21h26
ver comentários
Publicidade

Todos os seres vivos que habitam o planeta Terra sentem as variações de diversos elementos atmosféricos. O excesso ou falta de umidade no ambiente, calor demais, frio excessivo afetam o funcionamento do corpo humano. A variabilidade pode ser sentida tanto em locais fechados como em áreas abertas, ao ar livre.

Nos dois casos, estas variações e extremos das condições meteorológicas exercem um papel importante no desempenho de atletas. E quando consideramos atletas de alta performance, como os que disputam as olimpíadas, detalhes das condições meteorológicas na hora da prova podem fazer a diferença naquele centímetro a mais que o atleta precisaria alcançar para ser o grande vencedor.

As Olimpíadas de Tóquio, no Japão, estão marcadas para o período entre 23 de julho e 8 de agosto de 2021. Como em todo o Hemisfério Norte, é verão no Japão e algumas  situações meteorológicas são muito preocupantes. O Japão está sujeito a temporais e até tufões nesta época do ano, mas talvez a maior preocupação em relação aos problemas que o clima do verão japonês poderá causar nos atletas seja o excesso de calor e o ar muito úmido, típicos do Japão nesta época. 

Para entender as relações da variabilidade das condições meteorológicas no corpo humano, o podcast O Clima entre Nós conversou com Fábio Gonçalves, biólogo e meteorologista de formação,  professor e pesquisador na área de biometeorologia, no Departamento de Ciências Atmosféricas da USP

Conheça outros episódios do podcast O Clima entre Nós no site da Climatempo, nos principais agregadores de áudio e também no Youtube.

Boa escuta!

Climatempo
Publicidade
Publicidade