0

Dorian atinge a Carolina do Norte e do Sul

O sistema permanece como furacão de categoria 2

5 set 2019
17h55
atualizado às 18h07
  • separator
  • 0
  • comentários

O Furação Dorian foi rebaixado para categoria 2. É possível observar em imagens de satélite que o furacão ainda está com estrutura bem organizada. Atualmente, os ventos sustentados são de mais de 160 km/h e as rajadas superam os 200 km/h, fazendo de Dorian ainda um sistema com alta capacidade destrutiva. Nesta quinta-feira, o olho do furacão está próximo da costa da Carolina do Sul, nos Estados Unidos, e os ventos atingem tanto as cidades desse estado quanto do estado da Carolina do Norte. Nessas áreas, inclusive, durante a manhã e a tarde de hoje (05/09), houve registros de formações de tornados isolados de vida curta.

Foto: Climatempo
Furacão Dorian observado pelos radares meteorológicos da NEXRAD. O retângulo com linha pontilhada (azul) mostra a área com risco para ocorrência de tornados isolados.

Próximos dias

No entanto, a previsão de trajetória de Dorian para os próximos dias indica que o sistema irá se mover para nordeste, isto é, em direção às latitudes mais altas. À medida que Dorian avance para essas regiões com maiores contrastes de temperatura, espera-se que não se fortaleça mais. Sistemas de baixa pressão tropicais (depressão, tempestade ou ciclone tropical, furacão ou tufão) se desenvolvem e se fortalecem em regiões de águas oceânicas quentes e com pouca ou nenhuma variação espacial de temperatura. Grosso modo, variações latitudinais de temperatura, característicos de regiões temperadas, freiam e enfraquecem os furacões. Além disso, o contato atual do sistema com a região costeira dos Estados Unidos gera atrito, outro ingrediente que influencia no enfraquecimento de ciclones tropicais.

Categoria

Velocidade sustentada dos ventos

1
119 a 153 km/h
2
154 a 177 km/h
3
178 a 208 km/h
4
209 a 251 km/h
5
252 km/h ou mais
A escala Saffir-Simpson classifica os furacões em categorias de 1 a 5, de acordo com a velocidade sustentada dos ventos. Dorian atualmente (05/09) é um furacão de categoria 2. 

Previsão de deslocamento

As atuais previsões indicam landfall do furacão Dorian na região dos Outers Banks no estado da Carolina do Norte na manhã desta sexta-feira (06/09). Na sequência, a expectativa é que Dorian avance para o oceano na direção nordeste e então comece uma gradual transformação para um sistema de tempestade extratropical, enquanto enfraquece muito lentamente. Quando Dorian chegar à Nova Escócia, província canadense, na tarde de sábado (07/09), ele terá mais que o dobro do tamanho atual, e seus ventos máximos sustentados poderão atingir 130 km/h, o equivalente a um furacão de categoria 1. As rajadas de vento poderão atingir os 165 km/h.

Foto: Climatempo
Previsão de trajetória do furacão Dorian para os próximos dias, realizado pela StormGeo.

Impactos esperados

Entre hoje (05/09) e sexta-feira (06/09), são esperadas quedas generalizadas no fornecimento de energia elétrica ao longo da costa dos estados americanos da Carolina do Norte e do Sul, além de danos moderados associados aos ventos. Não se descartam danos de moderada intensidade devido ao aumento da maré. A expectativa é que os maiores danos ocorram ao longo da costa da Carolina do Norte. Danos causados por vento e quedas generalizadas no fornecimento de energia elétrica também são esperados nas províncias canadenses de Nova Escócia e Terra Nova, assim como danos associados à chuva, como inundações isoladas, principalmente entre sábado (07/09) e domingo (08/09).

Foto: Climatempo
Imagem do satélite GOES-16 (canal 13 - infravermelho) das 17h20 (horário de Brasília) do dia 05 de setembro de 2019.
Climatempo
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade