3 eventos ao vivo

Chuva prejudica plantio do algodão em MT, GO e RO

Excesso de umidade tem aumentado registro de doenças nas lavouras

5 jan 2018
11h11
  • separator
  • comentários

As áreas de instabilidade associadas à frente fria que está estacionada sobre a região Sudeste, mantem o tempo bastante fechado e com chuva a qualquer hora do dia em grande parte das regiões produtoras de Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Rondônia, Pará, Tocantins, Maranhão, Bahia e Piauí, bem como nas regiões norte de São Paulo e do Mato Grosso do Sul. Tais condições meteorológicas, principalmente sobre o Mato Grosso, Goiás e Rondônia tem dificultado a plena realização dos tratos culturais, assim como o plantio do algodão. Além disso, esse excesso de umidade tem aumentado consideravelmente os registros de doenças nas lavouras. Isso poderá trazer impactos negativos à produtividade das lavouras, além da redução nas taxas fotossintéticas das plantas, afetando o tamanho e peso dos grãos.

Em toda a região Sul do Brasil e nas metades sul de São Paulo, o tempo seguirá aberto e sem previsão para chuva nesta sexta-feira. Contudo, a partir de amanhã, sábado, novas áreas de instabilidade estarão avançando pela região Sul do país e provocando pancadas de chuva em diversas localidades. Não serão chuvas generalizadas, mas suficientes para manter uma condição mais favorável ao desenvolvimento das lavouras. O grande problema continuará sendo a metade sul do Rio Grande do Sul, principalmente a faixa sudoeste, que deverá manter o tempo firme e com previsões apenas para eventuais pancadas de chuva, mas muito mais irregulares do que a metade norte e leste do estado. Para essa região, as chuvas só deverão voltar a ocorrer no final da próxima semana.

Chuva pode causar transtornos

A primeira quinzena de janeiro está se mostrando bastante chuvosa em grande parte das regiões Sudeste, Centro-Oeste, incluindo Rondônia, Maranhão, Tocantins, Piauí, Bahia e Pará. Essas chuvas intermitentes poderão causar transtornos aos produtores, tanto na realização dos tratos culturais, quanto na realização da colheita da soja e posterior plantio das lavouras de segunda safra. Além disso, esse tempo mais úmido e com temperaturas mais amenas irão manter as condições bastante favoráveis ao desenvolvimento de doenças, bem como manter as taxas fotossintéticas mais baixas, o que pode afetar na granação.

Leia no Blog do Agroclimapro outras informações e análises sobre as culturas 

Para saber maiores informações de como se planejar com antecedência e tornar o clima seu grande aliado basta consultar www.agroclimapro.com.br

Veja como a informação meteorológica pode ajudar a tomar a decisão dentro do campo:

Climatempo

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade