1 evento ao vivo

Chuva persiste no litoral paulista e há risco de deslizamento

Volumes já passaram de 100 mm em 24 horas, segundo o CEMADEN.

16 mai 2019
14h34
atualizado às 20h34
  • separator
  • 0
  • comentários

Os ventos marítimos se intensificaram sobre o litoral paulista favorecendo a entrada de muita umidade, após a recente passagem de uma frente fria. A instabilidade ganhou força e a chuva foi volumosa ultrapassando 100 mm em diversas cidades litorâneas. A chuva mais intensa caiu na Baixada Santista, onde choveu de 100 mm a 175 mm no período de 24 horas.  

Confira os maiores volumes de chuva acumulados entre às 13h40 da quarta-feira (15) e às 13h40 desta quinta-feira (16), conforme medição do CEMADEN - Centro Nacional de Monitoramento e Desastres Naturais:

Município/local

Total em 24h (mm)

Guarujá/Morrinhos

174,5

Santos/Nova Cintra

138,2

São Vicente/Jd. Rio Branco

120,5

Praia Grande/Sítio do Campo

103,8

Ilhabela/Armação

83,8

Cubatão/Pq. Fernando Jorge

67,9

São Sebastião/ Praia das Cigarras

65,2

Caraguatatuba/Getuba

61,8

Pelo Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), choveu 65,8 mm em São Sebastião e 67,4 mm em Bertioga, no litoral norte paulista, entre às 13 horas de quarta-feira e às 13 horas desta quinta-feira. 

A média de chuva de maio no litoral paulista varia de 100 a 150 mm . 

Chuva persiste e situação é de atenção!

A chuva continua no litoral de São Paulo durante toda esta quinta-feira e nos próximos dias. Por conta da persistência da chuva e os grandes volumes já acumulados, há risco de deslizamentos de terra e queda de barreiras em estradas, que dão acesso ao litoral. 

Em Santos, já há registro de alagamentos e os morros estão em estado de atenção, segundo informações da Defesa Civil. 

Foto: Climatempo
Foto: Carlos Alves Junior Santos/SP
Climatempo
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade