0

Chuva favorece pastagem pelo Brasil

Plantio da soja está na reta final

17 nov 2017
11h50
  • separator
  • comentários

Nesta sexta-feira (17), a frente fria se encontra sobre o Paraná e avança sobre a região Sudeste, onde organiza e fortalece áreas de instabilidade sobre grande parte da região central e norte do Brasil. Com isso, nos próximos 4 dias são esperados chuvas generalizadas sobre as áreas produtoras de Santa Catarina ao Tocantins. A chuva irá manter os solos com níveis razoáveis de umidade, permitindo que as lavouras encontrem condições ideais ao seu desenvolvimento.

O regime de chuva apesar de ainda estar irregular em algumas microrregiões já se instalou definitivamente no Brasil. A segunda quinzena de novembro e o mês de dezembro serão marcados por chuva regular e em bons volumes. Este padrão meteorológico será comum durante os próximos 60 dias, isto é, horas observaremos chuvas mais concentradas no Sul, horas mais no norte. Em nenhum momento os mapas de previsão indicam longos períodos de estiagem ou até mesmo longos períodos de invernadas para o Brasil.

As frentes frias estarão passando rapidamente sobre o Sul, provocando chuvas e se estabelecendo mais na faixa centro-norte do Brasil durante as próximas semanas. Assim, os maiores volumes de chuvas serão registrados sobre as regiões do Sudeste, Centro-Oeste e em grande parte do Matopiba, Pará e Rondônia.

Culturas

Os produtores vão encontrar boas condições tanto a finalização do plantio da soja, na qual os percentuais de área plantada já se aproximam dos valores médios dos últimos anos, bem como ao desenvolvimento das lavouras. Café, cana de açúcar e pastagens também estarão sendo beneficiadas, assim, como lavouras de milho 1ª safra.

Nas próximas semanas não há nenhum risco para ocorrência de quebra nos potenciais produtivos das lavouras em todo o Brasil. A não ser em alguma microrregião que poderá ainda ter volumes baixos de chuvas, mas isso só irá comprometer de fato, essa microrregião e/ou, infelizmente, o produtor dessa localidade, mas não irá afetar a produção estadual e nem tão pouco a nacional.

Tendência

A previsão indica que uma massa de ar polar pode avançar sobre os estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina entre as madrugadas de domingo (19) e segunda-feira (20), onde as temperaturas mínimas deverão sofrer forte declínio, mas nada que venha ocasionar geada, como vem sendo anunciado ou até mesmo danos a alguma cultura. Apenas as temperaturas mínimas ficarão ligeiramente mais baixas. E esse padrão meteorológico será comum ao longo desta safra. Madrugadas mais frescas e dias quentes com grande amplitude térmica.

Veja como a informação meteorológica pode ajudar a tomar a decisão dentro do campo:

Previsão do tempo para 15 dias com análise do estado e impacto das condições previstas na cultura

Análise de volume de chuva para a área produtora

Fique de "Olho no Céu" e participe do concurso cultural da climatempo. Clique para saber como participar.

Acompanhe no Blog do Agroclima outras informações e análise de meteorologistas especializados em Agro sobre o cenário atual das regiões produtoras do Brasil.

Climatempo

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade