PUBLICIDADE

Chuva continua nas áreas produtoras do Centro-Oeste

No Matopiba, a semana segue com expectativa de diminuição da chuva. Veja a tendência do clima

16 nov 2021 10h39
ver comentários
Publicidade

O feriado prolongado foi marcado por bastante chuva em algumas capitais brasileiras. O acumulado de chuva desde a sexta-feira (12) foi alto, segundo dados do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden). Veja:

Salvador-BA: 170mm

Aparecida de Goiânia-GO: 150mm

Cuiabá-MT: 145mm

Unaí-MG: 115mm

Santo Antonio do Leverger- MT: 110mm

Paranatinga-MT: 100mm 

Nesta terça-feira (16), a chuva está um pouco mais dispersa sobre boa parte do país. Os modelos indicam que a chuva continua sobre o Centro-Oeste, pelo menos até o dia 20/11. Há uma expectativa de tempo fechado com chuva a qualquer momento, inclusive na Região Norte, prevê Celso Oliveira, meteorologista.

O destaque é a diminuição da chuva no Matopiba, principalmente entre o noroeste da Bahia e no Piauí. 

Foto: Climatempo

Nesta terça-feira, uma nova frente fria chega ao Rio Grande do Sul. Nuvens carregadas voltam a se formar sobre a Região com risco de temporal e queda de granizo. A chuva prevista será fundamental para melhorar as condições da umidade do solo em algumas localidades, principalmente em Ijuí e Santa Rosa.

A umidade do solo em São Paulo está baixa em boa parte do interior paulista e no leste de Mato Grosso do Sul. A chuva prevista ainda nesta semana, vai favorecer o aumento da umidade em 20 pontos percentuais na região de Presidente Prudente.

Foto: Climatempo

Tendência do clima

Observe o mapa abaixo no período entre 23 e 29 de novembro. A concentração de chuva está sobre o Sudeste e Centro-Oeste. Há um indicativo de aumento da precipitação no Matopiba. Santa Catarina e Paraná também com expectativa de chuva para o período.

Foto: Climatempo

  

Um giro nas áreas produtoras

Mato Grosso: 99,52% das áreas semeadas com soja até 12 de novembro, de acordo com o Instituto Mato Grossense de Economia Agropecuária (Imea).

No Paraná, 88% de soja está instalada, de acordo com o últimmo boletim do dia 08/11, do Departamento de Economia Agrícola (Deral). Ainda de acordo com o órgão, o plantio do milho foi praticamente concluído com com 98% das áreas finalizadas e a colheita do trigo alcança 93%. 

São Paulo

No estado paulista, a colheita de trigo atinge 98% das áreas. As informações são do boletim do dia 07 de novembro, da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Ainda de acordo com a instituição, o plantio de soja alcança 75% e do milho 70%.

Acompanhando o boletim do dia 07/11 da Conab, observamos as seguintes condições no campo:

Mato Grosso do Sul: 88% das áreas de soja instaladas até 07 de novembro (conab)

Goiás: 76% das áreas de soja instaladas até 07 de novembro (conab)

65% das áreas de milho instaladas até 07 de novembro (conab)

37,6% das áreas de arroz instaladas até 07 de novembro (conab) - COMEÇOU

Bahia: 40% das áreas de soja instaladas até 07 de novembro (conab)

16% das áreas de milho instaladas até 07 de novembro (conab)

Maranhão: 40% das áreas de soja instaladas até 07 de novembro (conab)

5% das áreas de milho instaladas até 07 de novembro (conab)

Piauí: 12% das áreas de soja instaladas até 07 de novembro (conab)

Tocantins: 65% das áreas de soja instaladas até 07 de novembro (conab)

25% das áreas de arroz instaladas até 07 de novembro (conab)

Minas Gerais: 63% das áreas de soja instaladas até 07 de novembro (conab)

50% das áreas de milho instaladas ate 07 de novembro (conab)

Santa Catarina: 46,9% das áreas de soja instaladas até 07 de novembro (conab)

91,6% das áreas de milho instaladas até 07 de novembro (conab)

95,5% das áreas de arroz instaladas até 07 de novembro (conab)

53,8% das áreas de trigo colhidas até 07 de novembro (conab)

Rio Grande do Sul: 70% do trigo foi colhido até 11 de novembro (emater)

29% da soja foi instalada até 11 de novembro (emater)

plantio de milho em 82% até 11 de novembro (emater)

78% das áreas de arroz instaladas (conab de 07 de novembro)

Como planejar uma safra e monitorar sua fazenda?

Otimizar o plantio, ficar de olho no Clima para avançar com os trabalhos no campo e observar o desenvolvimento da cultura para evitar perdas são algumas das decisões que você produtor rural precisa tomar durante a safra. 

O Agroclima Pro é um serviço de tecnologia da Climatempo que utiliza o conhecimento meteorológico. Com ele você pode acessar o histórico de dados de Clima para sua fazenda e pode detectar áreas com menor vigor vegetativo. Além disso, você fica sabendo como será a demanda hídrica da sua lavoura nos próximos 15 dias e ainda consegue identificar os melhores dias e horários para realizar as pulverizações. 

Faça parte da maior comunidade AGRO! O canal oficial da Climatempo no Telegram fornece conteúdos diários e exclusivos sobre o Clima e previsão para a agricultura. Quero fazer parte! 

Climatempo
Publicidade
Publicidade