0

Chuva beneficia lavouras pelo Brasil

Acompanhe a tendência para a 1° quinzena

2 out 2017
12h45
  • separator
  • 0
  • comentários

Análise das condições do tempo da última semana 

A última semana de setembro foi marcada pelo retorno das chuvas em grande parte da região centro-sul do Brasil. Essas chuvas, principalmente nos estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Paraná elevaram os níveis de umidade do solo, permitindo que os produtores iniciassem o plantio da nova safra de soja. Além disso, como também houve relatos de chuvas nas áreas produtoras de café, a tendência é que venha a ocorrer a indução floral nas próximas semanas.

Foto: Climatempo

Foto: Climatempo

Análise das condições do tempo para os próximos dias:

No último final de semana, a passagem de uma um sistema meteorológico sobre a região centro-sul do Brasil, ocasionou chuvas, em praticamente todas as regiões produtoras das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste e possibilitou a elevação dos níveis de umidade do solo, garantindo melhores condições tanto ao plantio da nova safra de soja, quanto ao desenvolvimento das lavouras já semeadas.

Além disso, lavouras de milho 1ª safra, café e cana de açúcar e pastagem também foram beneficiados. A cana registrou paralisações nos trabalhos de colheita. Os produtores de arroz do Rio Grande do Sul continuam com problemas para dar continuidade a plantio, já que a chuva dificulta o pleno andamento da atividade.

Você conhece as previsões climáticas de curto, médio e longo prazo?

Nesta segunda-feira (02), há previsão de mais chuva sobre grande parte da região centro-sul, o que irá elevar ainda mais os níveis de umidade do solo, garantindo condições ainda melhores ao avanço do plantio da soja e, principalmente, ao desenvolvimento das lavouras já semeadas e que estão em fase inicial de germinação.

Café

Além disso, como houve registros de chuvas nas áreas produtoras de café do Paraná, São Paulo e também de Minas Gerais. A perspectiva é que essas chuvas venham ocasionar a indução floral e muito provável que essa venha a ser a principal.

Cana 

Para os canavieiros, apesar das chuvas terem paralisado as atividades de colheita, essas chuvas que estão ocorrendo estão beneficiando o desenvolvimento das lavouras que irão ser colhidas nos próximos meses, bem como aquelas que estão em fase de rebrota ou mesmo que foram plantadas.

No caso do milho 1ª safra, a ausência de chuvas durante o mês de setembro, ocasionou a total paralisação do plantio e até mesmo, perdas naquelas lavouras que foram semeadas no início de setembro. Assim, há uma tendência de que a área a ser cultivada este ano venha sofrer uma redução ainda mais drástica, já que antes do início da safra, havia a perspectiva de uma redução de mais de 20%, por conta, exclusivamente dos preços baixos da commodity. Mas agora, com o encurtamento da janela e os produtores optando pelo plantio da soja, a tendência é que esse percentual seja maior.

Entre hoje (02) e amanhã (03), há previsão de chuva em grande parte das regiões produtoras do Centro-Oeste, Sudeste e Sul do País.

Tendência de chuva irregular no centro-sul do país

A partir de quarta-feira (04) a previsão é de que venham ocorrer apenas eventuais pancadas de chuvas sobre o centro-sul do país, sendo que os maiores volumes deverão voltar a ocorrer apenas no Sul, mais especificamente sobre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Assim, todo o cuidado será pouco para dar continuidade ao plantio da soja, já que para esses próximos 10 a 12 dias a tendência é de chuva irregular. Somente durante a 2ª quinzena de outubro é que as chuvas irão retornar de forma mais frequente e, principalmente em bons volumes a todas as regiões produtoras do Brasil.

No Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, a tendência é que as chuvas frequentes e em bons volumes só venham ocorrer, de fato, após o dia 20 a 25 de outubro. Até lá, podem ocorrer uma ou outra pancada, mas de forma bem irregular e de baixa intensidade. Ou seja, não será essa chuva que irá regularizar o regime de chuvas, que ocorrerá apenas após o dia 25/10 nesta região do Brasil. Entretanto, não há nada de anormal nisso, já que essa é uma característica climática da região. 

Foto: Climatempo

Foto: Climatempo

Leia mais informações sobre a tendência e comportamento da chuva no Blog do Agroclimapro  

Venha participar do Agrotalk. O primeiro evento agrícola sobre clima e produtividade no campo.

Não fique fora deste evento. Clique aqui e saiba mais!

Notícia do Agroclima: Novo período seco à vista

Climatempo
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade