2 eventos ao vivo

Calor se aproxima dos 40°C no Rio de Janeiro

Semana termina com alerta para o aumento do risco de tempestades do estado do Rio de Janeiro

2 jan 2019
23h56
  • separator
  • 0
  • comentários

O ar fica mais quente no estado do Rio de Janeiro nesta quinta-feira e a temperatura se aproxima dos 40°C na cidade do Rio. A tarde do dia 3 de janeiro deve ser a mais quente do ano até agora na capital fluminense. A sensação de calor deve superar os 40°C.

Na quarta-feira, 2, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou 37,0 °C na cidade do Rio, a maior no estado. A região de Seropédica teve calor de 36,5°C e Campos dos Goytacazes de 36,2°C. O aeroporto de São Pedro d´Aldeia registrou 36,0°C.

O sol forte e o vento quente vindo do Norte do Brasil  vão elevar rapidamente a temperatura em todo o estado do Rio de Janeiro. Por causa do calor excessivo, nuvens carregadas crescem em vários locais do estado do Rio de janeiro e provocam fortes pancadas de chuva com raios à tarde e à noite. Há risco de chuva forte especialmente na Região Serrana e no Sul Fluminense, região próxima da divisa com São Paulo, onde está a região de Resende. No Grande Rio, o risco de chover é maior no fim da tarde e à noite. 

Foto: Climatempo

Foto de Rosane Silva, Rio de Janeiro (RJ)

Semana termina em alerta

A semana termina com alerta para o aumento do risco de tempestades do estado do Rio de Janeiro, em particular no centro-sul fluminense. O Grande Rio, a Região Serrana, municípios próximos da divisa com a Zona da Mata Mineira e no Sul Fluminense, perto de São Paulo ficam mais sujeitos a temporais.

Além do calor intenso, entre a sexta-feira e o sábado, 5 de janeiro, a passagem de uma frente fria pelo litoral sul fluminense força uma queda mais acentuada da pressão atmosférica sobre o estado do Rio de Janeiro. A baixa pressão do ar e o calor facilitam a formação de nuvens bastante carregadas.

O risco de temporais é maior  na sexta-feira, 4, e no sábado, 5 de janeiro. No domingo, 6, o tempo fica mais seco e a chance de chover diminui bastante.

Climatempo
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade