1 evento ao vivo

Brasil sobe no ranking de queimadas

Persistência do ar seco contribui para essa estatística

7 mai 2018
07h59
atualizado às 09h54
  • separator
  • comentários

O Brasil ocupa o terceiro lugar em um triste ranking da América do Sul, o de maior número de queimadas. Um dos fatores que contribui para este dado é a perssitência do ar seco sobre áreas centrais do País por vários dias. A tendência nos próximos meses é de aumento nos focos.

Foto: Climatempo

No início de 2018, o Brasil ocupava o quarto lugar dentre os países com o maior número de queimadas na América do Sul. Com a persistência do ar seco e a diminuição dos volumes de chuva, o número de incêndios e queimadas aumentou gradativamente. Roraima é um dos Estados brasileiros com o maior número de registros, com quase 2 mil focos segundo o Inpe.

Atualmente, ocupamos o lugar que no começo do ano era da Argentina. Em relação ao ano passado, todos os países que compõem o ranking tiveram aumento no número de queimadas. Dentre eles, o Brasil teve o menor índice de crescimento com 14%.

Ao longo dos próximos meses a tendência é de que este número aumente ainda mais. Estamos no início do período seco sobre as áreas centrais do país que passam por longos períodos sem chuva entre os meses de junho e setembro. Com a vegetação mais seca, há uma facilidade na geração e propagação do fogo.

Veja também

 

Climatempo

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade