0

Belo Horizonte, Brasília e Belém têm fevereiro muito chuvoso

A chuva de fevereiro de 2021 nas capitais brasileiras está surpreendendo pelo excesso e também pela falta. Algumas acumularam mais de 400 mm.

23 fev 2021
04h51
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A chuva de fevereiro de 2021 nas capitais brasileiras está surpreendendo pelo excesso mas também pela falta. algumas capitais já superaram os 400 mm de chuva mas em outras, não havia sua vida nem 30 milímetros transcorridos 22 dias do mês.

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), Brasília está tendo fevereiro mais chuvoso desde 1962. O acumulado de chuva em 22 dias,  pela medição automática, foi de 473,2 mm, mais do que o dobro da média normal para fevereiro que é de 183 mm.

A previsão é de mais chuva até o fim do mês, com risco de temporais na região de Brasília.

Em Belém, capital do Pará, o mês de fevereiro normalmente é de muita chuva. Mas a chuva de fevereiro de 2021 já superou a média,  antes do mês acabar. O total acumulado em 22 dias foi de 427,1 mm, sendo que a média normal de chuva para fevereiro é de 399 mm. Os dados são do INMET.

Em fevereiro de 2020 Belém recebeu 589,2 mm de chuva. A previsão para os próximos dias é de tempo instável, com pancadas de chuva frequentes, que podem ser de forte intensidade em várias horas.

A chuva de fevereiro de 2021 vem caindo com força na região da Grande Belo Horizonte e já provocou muitos estragos. 

Pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia na região na estação meteorológica do bairro de Santo Agostinho, na região central da cidade de Belo Horizonte, choveu 383 mm em 22 dias.  Isso é o dobro da média de chuva para fevereiro em Belo Horizonte, que é de 181 mm, aproximadamente.

Em fevereiro de 2020, que foi muito chuvoso, a capital mineira recebeu 391,8 mm de chuva. Porém, a previsão para esta última semana de fevereiro é de mais pancadas de chuva sobre Belo Horizonte e com risco de chuva forte. 

A população da capital mineira deve ficar muito atenta entre os dias 26 e 28 de fevereiro por causa da chegada de uma nova frente fria sobre a Região Sudeste do Brasil. Essa frente fria vai intensificar as áreas de chuva também sobre Belo Horizonte.

Vitória, capital do Espírito Santo, é outro exemplo de chuva volumosa de fevereiro de 2021. As áreas de instabilidade da Zona de Convergência Intertropical, que se organizou na semana passada sobre a Região Sudeste, provocaram muita chuva sobre o Espírito Santo.

Pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia, em 22 dias choveu 228,1 mm sobre Vitória, o que representa quase o triplo da média normal de chuva para fevereiro que é de aproximadamente 79 mm.

A região de Vitória terá mais pancadas de chuva nesta última semana de fevereiro. O alerta é para temporais entre a sexta-feira e o domingo, 28 de fevereiro, por causa de outra frente fria que vai atuar sobre a Região Sudeste.

Outros exemplos de excesso de chuva em capitais no mês de fevereiro são Goiânia, Rio Branco e Palmas.

O INMET registrou em 22 dias 328 mm sobre Goiânia, superando a média de chuva para o mês que é de aproximadamente 223 mm. Em fevereiro de 2020, Goiânia recebeu 327,4 mm de chuva.

Já na região de Rio Branco choveu 323,3 mm em 22 dias de a média de chuva para este mês é de 298 mm.

Em Palmas, capital do Tocantins, choveu 330,1 mm em 22 dias, sendo que a média de chuva para fevereiro é de 274 mm.

Pouca chuva nas capitais do Sul

Enquanto o centro-norte do Brasil tem tido muita chuva, a Região Sul está vendo fevereiro passar com predomínio de tempo bastante seco.

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia,  em 22 dias choveu apenas 28,8 mm sobre Porto Alegre e 32,5 mm sobre Curitiba. A média normal de chuva para Porto Alegre é de aproximadamente 106 mm e para Curitiba de 158 mm.

Mas depois da seca de vários dias, fevereiro termina com muita chuva sobre o Sul do Brasil. Uma nova frente fria avança sobre a Região e vai estimular novas áreas de chuva já a partir desta terça-feira, 23 de fevereiro. 

Novas áreas de instabilidade se espalham sobre a Região Sul, porém a chuva vai beneficiar o Paraná e Santa Catarina. Esses dois estados devem ter chuva forte e volumosa, especialmente entre os dias 24 e 27 de fevereiro.

As estimativas iniciais apontam que grandes volumes de chuva devem ser acumulados sobre o litoral do Paraná, o litoral de Santa Catarina e também áreas como a Grande Curitiba e o Vale do Itajaí.

Infelizmente para o Rio Grande do Sul a previsão é de algumas pancadas de chuva nesta terça-feira, que podem ser moderadas a fortes, mas a partir desta quarta-feira, 24 de fevereiro, as condições para chuva diminuem e o tempo volta a secar.

Na Região Nordeste, Fortaleza é um exemplo da falta de chuva neste mês de fevereiro. Em 22 dias o INMET registrou 38 mm sobre a capital do Ceará, sendo que a média de chuva normal para 1 fevereiro é de aproximadamente 187 mm.

Veja também:

Previsão Brasil - Temporais em várias regiões
Climatempo
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade