6 eventos ao vivo

Ar seco ainda predomina no Sul do Brasil

Porto Alegre tem menor temperatura em janeiro em 26 anos

19 jan 2020
03h17
  • separator
  • 0
  • comentários

Enquanto muitas áreas do Sudeste enfrentam problemas com o excesso de chuva, o Sul do Brasil vem tendo problemas por causa da chuva escassa. A irregularidade e pouca frequência das precipitações é o que vem predominando na Região Sul e os temporais eventuais não são suficientes para regularizar as reservas de água. O calor intenso só piora situação, pois aumenta a perda de umidade no ar pela evaporação natural.

Ar seco predomina no Sul do Brasil

A recente passagem de uma massa de ar frio de origem polar refrescou o Sul do Brasil, mas também deixou o ar mais seco. 

O sol predomina neste domingo nos três estados. Há uma possibilidade de pancadas de chuva a partir da tarde para o sudoeste do Rio Grande do Sul. O leste do Paraná tem sol e muitas nuvens, mas não há previsão de chuva.

O dia amanhece com temperatura amena, mas esquenta rápido e a tarde é quente.

Nesta segunda-feira, as condições para chuva aumentam, mas as pancadas estão previstas para algumas áreas do interior do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina.

Porto Alegre tem menor temperatura em janeiro em 26 anos

A madrugada de 17 de janeiro foi gelada em Porto Alegre, para os padrões normais de um dia de janeiro. O INMET registrou apenas 14,3°C de temperatura mínima na capital gaúcha, um valor raro para este mês do ano, tradicionalmente muito quente por lá.

Nos registros históricos do Instituto Nacional de Meteorologia, esta foi a menor temperatura mínima para um dia de janeiro em Porto Alegre em 26 anos, desde 1994, quando a mínima foi de 13,6°C no dia 12 de janeiro daquele ano.

A queda acentuada da temperatura foi provocada pela passagem de ar frio de origem polar sobre a Região e reforçada pela falta de nuvens durante a noite.

Foto: Climatempo

Foto de André C. - Porto Alegre, RS

Climatempo
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade