2 eventos ao vivo

São Paulo tem tarde mais fria do ano

Ar polar derruba a temperatura no Sudeste. Todas as capitais podem bater recorde de frio até o fim da semana

10 jul 2018
14h51
atualizado às 16h57
  • separator
  • 0
  • comentários

Uma forte massa de ar frio de origem polar avança sobre o Brasil e nesta terça-feira, 10 de julho, já causou um resfriamento muito intenso no Sul, em parte do Centro-Oeste e do Norte do Brasil e também começou a derrubar a temperatura nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, no Sul de Minas e no Triângulo Mineiro.

Tarde mais fria do ano em São Paulo

A combinação do céu nublado (falta do sol) e a presença deste ar polar forte derrubaram a temperatura na cidade São Paulo e no Rio de Janeiro. Por isso esfriou muito e a tarde do dia 10 de julho foi a mais fria do ano na capital paulista. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia registrou 15,6°C de temperatura máxima no Mirante de Santana, na zona norte de São Paulo. O recorde anterior era de 16,2°C no dia 16 de junho. 

Por volta das 13 horas, o aeroporto de Congonhas, na zona sul da capital paulista, registrava apenas 11°C, mas a sensação térmica era de 8°C. Com o solzinho a partir das 16 horas, a temperatura teve uma ligeira elevação alcançando 13°C.

No Rio de Janeiro, a menor temperatura máxima deste ano foi de 21,2°C, em 15 de junho e tecnicamente não houve recorde nesta terça-feira. Mas a sensação de frio no fim da tarde era grande. Às 16 horas, ainda com tempo chuvoso, a temperatura nos aeroportos do Rio variava de 17°C a 18°C. Às 13 horas, as maiores temperaturas nos aeroportos da cidade estavam em torno dos 20°C. 

São Paulo deve ter recorde de frio nesta quarta

A temperatura mínima oficial em São Paulo no dia 10/7/18 foi de 11,6°C, pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia, mas não foi recorde. O recorde atual de menor temperatura na cidade de São Paulo é de 9,3°C no dia 21 de maio. Porém, a previsão é de que esfrie mais nesta quarta-feira e a madrugada de 11 de julho deve ser com novo recorde de frio na capital paulista. A Climatempo prevê mínima de 8°C para as madrugadas de 11 e 12 de julho.

No Rio de Janeiro também esfria mais nesta quarta-feira, 11, mas não deve ocorrer novo recorde. Segundo o INMET, a menor temperatura em 2018 até agora na capital fluminense foi de 10,6°C, no dia 26 de maio.

Frio pode ser recorde em BH

Já em Belo Horizonte, o ar polar ainda não era sentido até 13 horas desta terça-feira, 10. A capital mineira estava ensolarada e com calor de 27°C, na região do aeroporto da Pampulha. Mas nesta quarta-feira, 11, o vento frio polar chega ao centro de Minas Gerais e faz a temperatura baixar também em Belo Horizonte. A presença do ar polar será sentida até o fim da semana, e pode ocorrer novo recorde de frio para este ano nas madrugadas dos dias 12 e/ou 13 de julho. Segundo o INMET, a menor temperatura deste ano em BH foi de 11,2°C no dia 21 de maio.

Ar polar chega a Vitória

O ar frio desta nova massa de a polar vai chegar ao Espírito Santo a partir da tarde desta quarta-feira, 11 de julho,  e começa a baixar a temperatura. A tarde de 11 de julho já será com temperatura amena e até sensação de frio no centro-sul do estado, incluindo a Grande Vitória. Porém, o ar polar persiste até o fim da semana e esfria mais até o fim da semana. A madrugada da quinta-feira, 12 de julho, pode ser a mais fria de 2018 até agora em Vitória, com novo recorde de frio. Segundo o INMET, a menor temperatura na capital capixaba este ano foi de 15,4°C, em 7 de julho

Climatempo
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade