PUBLICIDADE

Antes da virada no tempo, SP enfrenta calor fora de época

Apesar do calor no início da estação, a previsão já indica queda acentuada de temperatura no primeiro fim de semana do inverno. Confira os detalhes!

22 jun 2022 - 09h54
(atualizado às 10h30)
Ver comentários

O inverno começou nesta terça, 21 de junho, mas o frio da estação ainda vai demorar alguns dias para chegar ao estado de São Paulo. Esta primeira do inverno vai surpreender muitos paulistas, já que a tendência é de calor durante as tardes até sexta-feira(24).

Foto: Climatempo

Foto: São Paulo (SP), por Marcelo Pinheiro

As noites e madrugadas ainda podem ser marcadas por friozinho, mas sem extremos. Já durante as tardes, as máximas devem ficar em torno de 30°C em grande parte do litoral e do Interior e próximas aos 27°C na capital paulista. Nesta quarta, inclusive, os ventos de noroeste se intensificam e aumentam a sensação de calor. Até há previsão de rajadas de vento pelo estado, em torno de 40 a 60km/h, mas não há possibilidade de chuva.

Todos esses dias, até sexta, serão ensolarados, praticamente sem nuvens no céu e muito secos. O grande destaque para a semana é a umidade relativa do ar que deve ficar muito abaixo do ideal para a saúde. Os valores podem ficar abaixo dos 30% no estado e até abaixo de 20% no norte paulista. 

Já na manhã desta quarta(22), o mapa de qualidade do ar da Cetesb já registrava várias estações com qualidade do ar prejudicada. Com a falta de chuva ao longo dos próximos dias, essa situação ainda pode piorar.

Foto: Climatempo

Tendência para o inverno 

O calor fora de época já está com os dias contados para acabar. Já no próximo fim de semana, entre os dias 25 e 26 de junho, uma nova frente fria vai derrubar as temperaturas sobre parte do estado de São Paulo. Além disso, de acordo com a previsão climática, cerca de duas ondas de frio ainda são previstas para chegar ao estado ao longo do mês de julho e início de agosto. Neste período, o frio deve ser mais intenso e até há chance de geada pelo interior paulista.

Em relação à chuva, não há grandes destaques. Deve ser um período mais seco, especialmente o mês de agosto. A baixa umidade relativa do ar pode causar um grande desconforto, além do aumento da poluição que tende a deixar a qualidade do ar prejudicada. Com o aumento das queimadas pelo país, a fumaça deve ser transportada e pode causar até alguns impactos na saúde humana e na coloração do céu, como já observamos em outros episódios secos no Brasil.

O mês de setembro, já em transição para a primavera, será o mais quente. O mês até começa com um pouco mais de frio, mas a segunda quinzena já deve ter alguns extremos de calor. Não está descartada a chance de uma nova onda de calor.

Médias climatológica da cidade de São Paulo - meses do inverno

Fonte dos dados: INMET

Julho

chuva: 48,4mm

mínima: 12,8°C

máxima: 22,9°C

Foto: Climatempo

Previsão de anomalia de precipitação para o mês de julho no Sudeste - Climatempo

Foto: Climatempo

Previsão de anomalia de temperatura máxima para o mês de julho no Sudeste - Climatempo

Agosto

chuva: 32,3mm

mínima: 13,3°C

máxima: 24,5°C

Foto: Climatempo

Previsão de anomalia de precipitação para o mês de agosto no Sudeste - Climatempo

Foto: Climatempo

Previsão de anomalia de temperatura máxima para o mês de agosto no Sudeste - Climatempo

Setembro

chuva: 83,3mm

mínima: 14,9°C

máxima: 25,2°C

Foto: Climatempo

Previsão de anomalia de precipitação para o mês de setembro no Sudeste - Climatempo

Foto: Climatempo

Previsão de anomalia de temperatura máxima para o mês de setembro no Sudeste - Climatempo

Climatempo
Publicidade
Publicidade