PUBLICIDADE

Alerta de passagem de forte frente fria sobre o Brasil

Sistema tem potencial para provocar chuva forte, ventania e frio intenso em muitas áreas do país na segunda semana de agosto. Risco de neve não é descartado.

6 ago 2022 - 06h48
(atualizado às 10h42)
Ver comentários

A segunda semana de agosto será marcada por uma atmosfera explosiva sobre o Brasil, pouco comum neste mês, que é parte do período normal de estiagem. Diversos eventos meteorológicos especiais poderão ocorrer, em todas as regiões do país, por causa da passagem de uma grande e forte frente fria. Áreas que estão a cerca de 100 dias sem chuva relevante (igual ou acima de 10mm em 24 horas), poderão ter um pouco de chuva.

Esta frente fria começa a se formar entre o Brasil, o Paraguai e o norte da Argentina durante a segunda-feira, 8 de agosto, mas só se organiza completamente na terça-feira, 9 de agosto, junto com um ciclone extratropical que se forma sobre o Sul do Brasil. Este sistema desloca-se sobre o interior do Brasil nos dias 9, 10 e 11 de agosto. Esta frente fria traz também uma forte massa de ar frio de origem polar.

A passagem desta frente fria tem potencial para provocar chuva forte, vento forte, granizo, brusca e acentuada queda da temperatura. Também há risco de geada e não se pode descartar completamente a possibilidade de precipitação invernal, como chuva congelada e/ou neve, e ainda fenômenos como tempestade de poeira. Além de todos estes fenômenos, o ciclone extratropical que se forma com esta frente fria vai provocar ventos fortes na costa do Sul e do Sudeste elevando as ondas.

A seguir, algumas observações sobre os diversos fenômenos atmosféricos que poderão ser observados na passagem desta grande frente fria. Nos próximos dias faremos previsões detalhadas.

Quando a frente fria vai chegar?

Esta frente fria vai começa a se formar no dia 8 de agosto, segunda-feira, e na terça, 9, já estará completamente organizada e avançando sobre o Brasil. O sistema deve atuar no país entre os dias 9 e 13 de agosto.

Quais Regiões vão sentir os efeitos da frente fria?

A passagem desta frente fria terá impacto em todas as Regiões do Brasil, de diferentes formas e intensidade.

Chuva forte ou volumosa 

É alto o risco de chuva forte nos três estados da Região Sul, em São Paulo, no Rio de Janeiro, no Sul de Minas Gerais, no extremo sul de Goiás, em Mato Grosso do Sul, no oeste e sul de Mato Grosso, no Acre, em Rondônia e Amazonas

Grandes volumes de chuva, com acumulados que podem passar dos 100 mm em 24 horas, são esperados para áreas dos três estados da Região Sul.

 

 

Foto: Climatempo

Estimativa do volume de chuva para 5 dias (Fonte: modelo ECMWF)

 

Fortes rajadas de vento

Fortes rajadas de vento podem ocorrer associadas ao ciclone extratropical, às grandes diferenças de temperatura e de pressão atmosférica em poucos quilômetros e também a presença de nuvens cumulonimbus. Considerando estas situações meteorológicas, as fortes rajadas de vento podem ocorrer em todos os estados das Regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, em Rondônia, no Acre, parte do Amazonas e em parte da Bahia.

Nuvem de poeira

O levantamento de grande quantidade de poeira formando uma nuvem em movimento não pode ser descartado em estados como Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, São Paulo e Minas Gerais. Este fenômeno não é muito provável, mas com a ocorrência de ventos fortes e considerando que áreas do Sudeste e do Centro-Oeste já estão com solo seco e sem cobertura vegetal, algum levantamento de poeira poderá ocorrer.

Granizo

A ocorrência de granizo (pedra de gelo) também é outro fenômeno que pode ocorrer com esta situação meteorológica especial da segunda semana de agosto de 2022. A possibilidade do fenômeno é considerada para os estados da Região Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Sul/sudoeste de Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, nas áreas a oeste e sul de Mato Grosso, com algum risco também em Rondônia e Acre.

 

Acentuada queda da temperatura

A massa de ar frio de origem polar que vem com esta frente fria deve causar forte queda da temperatura na Região Sul, na maioria das áreas do Sudeste e do Centro-Oeste, em Rondônia, no Acre e no sul do Amazonas.

Foto: Climatempo

Estimativa de temperatura mínima no Brasil para 11/8/2022 (Fonte: modelo GFS)

 

Foto: Climatempo

Estimativa de temperatura mínima no Brasil para 11/8/2022 (Fonte: modelo ECMWF))

 

Precipitação de inverno

A probabilidade de precipitações de inverno como chuva congelada ou neve não é muito alta, mas não pode ser desconsiderada no Sul do Brasil. A chance de ocorrência seria nos dias 10 e/ou 11 de agosto, apenas nas áreas mais altas, acima de 1000 metros, da serra catarinense.

Foto: Climatempo

Tipos de precipitação de inverno

Geada

Com a passagem do ar frio de forte intensidade, o fenômeno da geada não poder ser descartado especialmente nos estados da Região Sul, mas também em estados como São Paulo, o sul de Minas Gerais e o sul/oeste de Mato Grosso do Sul

Mar agitado e grandes ondas

Por causa do deslocamento sobre o mar do ciclone extratropical que se forma com a frente fria, ventos fortes, mar agitado e grandes ondas poderão ocorrer na costa do Sul e do Sudeste do Brasil

Nos próximos dias, fique atento às novas notícias sobre esta frente fria no site da Climatempo e nas nossas redes sociais.

Climatempo
Publicidade
Publicidade