PUBLICIDADE

Alagoas e Pernambuco atingem volume de chuva para maio

A costa leste da Região continua em estado de alerta para chuva volumosa e frequente. O risco para transtornos segue elevado. Confira!

26 mai 2022 06h51
ver comentários
Publicidade

A Defesa Civil de Alagoas está na iminência de decretar estado de emergência, pois 95% dos municípios alagoanos estão em estado de atenção. Há diversas vias alagadas, focos de enchentes e o risco continua para inundações e deslizamentos, já que o solo está encharcado e fica propício para deslizamentos de terra.

Os acumulados de chuva são surpreendentes! Segue abaixo os maiores volumes nas últimas 24 horas, contabilizados entre 05h30 de 25/05/2022 e 05h30 desta quinta-feira, 26 de maio, pelo Cemaden - Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais:

Feliz Deserto: 261mm

Coruripe: 230mm

Barra de São Miguel: 177mm

Maceió (bairro de Cambona): 164mm 

São Miguel do Campos: 150mm

Quando olhamos para as últimas 48h, o volume é ainda mais surpreendente:

Feliz Deserto: 357mm

Coruripe: 304mm

Barra de São Miguel: 255mm

Maceió (bairro de Cambona): 265mm (bairro Cambona)

São Miguel do Campos: 261mm

De acordo com a estação do INMET - Instituto Nacional de Meteorologia, este mês de maio já acumula quase 400mm em Maceió, este valor representa 28% acima da média climatológica do mês, de 297mm.

Foto: Climatempo

Foto: Getty Images 

Pernambuco ultrapassa a média de chuva para maio

Em 5 dias, Pernambuco registrou o acumulado para o mês inteiro de maio. A situação de calamidade e destruição também assola o estado de Pernambuco. A chuva persistente assusta e os volumes de chuva chamam atenção!

Em 5 dias, choveu quase o esperado para todo mês de maio em cidades da Grande Recife. Olinda acumulou o maior volume de chuva, com 308mm, sendo que sua média para o mês é de 310mm. No Recife, choveu 289mm e sua média é de 312 mm, ou seja, 93% da chuva do mês aconteceu dentro de 120 horas.

Tendência

A chuva persiste nesta última semana de maio sobre o Nordeste do país. O litoral ainda segue em alerta para volumes elevados nos próximos dias e o risco de transtornos continua.

Climatempo
Publicidade
Publicidade