0

Viagem Espacial

Brasileiro sobre testes para ir ao espaço: parece que cabeça vai explodir

Marco Aurélio Gorrasi deixou o emprego para participar de promoção

4 dez 2013
08h10
atualizado às 11h04
  • separator
  • comentários

O analista de marketing Marco Aurélio Gorrasi, 25 anos, enfrenta diversos testes para tentar vencer a disputa com outros 100 concorrentes para uma viagem espacial. A promoção, da marca de desodorantes Axe, além de fazer o brasileiro enfrentar desafios para seu corpo, levou ele a enfrentar outro problema: Gorrasi teve que pedir demissão do emprego.

<p>Marco Aur&eacute;lio Gorrasi, 25 anos, representa o Brasil na disputa por&nbsp;um passeio no espa&ccedil;o em 2014</p>
Marco Aurélio Gorrasi, 25 anos, representa o Brasil na disputa por um passeio no espaço em 2014
Foto: Divulgação

"Eu tive que sair da empresa porque eu já tinha pedido férias, então eu não podia pedir outras. Eu falei que ganhei a promoção, tentei explicar para eles, mas eles, infelizmente, falaram: 'não, você acabou de tirar férias, se você quiser (viajar), você vai ter que se desligar da empresa'".

O brasileiro, que tenta ser um dos 22 selecionados para o evento em 2014, passa por treinamentos na Flórida, nos Estados Unidos, que testam a capacidade de seu corpo para aguentar o voo espacial. Na terça-feira, o analista de marketing fez um voo em um jato para testar as condições do lançamento espacial. Ele diz que o treinamento foi forte, mas que aguentou bem.

"A pressão é muito forte em cima do corpo. Você sente seu sangue descer e subir bem rápido. Foi bem forte para você segurar a pressão. Parece que sua cabeça está explodindo", diz o brasileiro, que explica que o avião faz diversas manobras, que ficam cada vez mais intensas, para testar o participante.

Gorrasi passará ainda pelo teste de força gravitacional - a máquina "centrífuga" de força G que para que os astronautas se acostumem com a força dos lançamentos espaciais.

"Eu estou bem interessado em fazer (os treinamentos), porque é uma coisa totalmente nova. Pelo menos para mim, eu sempre gostei desse tipo de teste, de teste físico, eu sempre me interessei."

Voo parabólico: como experimentar um ambiente de gravidade zero

&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;lt;a data-cke-saved-href=&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;quot;http://www.terra.com.br/noticias/ciencia/infograficos/terra-vista-do-espaco/iframe.htm&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;quot; href=&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;quot;http://www.terra.com.br/noticias/ciencia/infograficos/terra-vista-do-espaco/iframe.htm&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;quot;&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;gt;veja o infogr&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;aacute;fico&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;lt;/a&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;gt;
Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade