0

Viagem Espacial

Brasileiro comemora viagem ao espaço até 2015: 'acharam que era brincadeira'

Selecionado em concurso, analista deve ser segundo astronauta brasileiro

6 dez 2013
02h38
atualizado às 14h33
  • separator
  • comentários

O paulista Marco Aurélio Gorrasi , 25 anos, foi um dos escolhidos no projeto AXE Apollo Space Camp e vai participar de uma viagem ao espaço junto com outros astronautas amadores até 2015. Para chegar a esse resultado, o brasileiro teve de passar por diversos testes - em uma promoção da marca de desodorantes que contou com 1 milhão de inscrições em todo o mundo. Foram selecionados, ao todo, 100 representantes de 60 países, e desses apenas 22 conseguiram vaga para uma viagem ao espaço a bordo de um ônibus espacial. Animado, Marco Aurélio comemora a conquista e agora espera chegar a hora de deixar a órbita terrestre.

<p>"Acharam que eu estava falando asneira", disse o brasileiro, que deixou o emprego para participar do projeto AXE Apollo Space Academy</p>
"Acharam que eu estava falando asneira", disse o brasileiro, que deixou o emprego para participar do projeto AXE Apollo Space Academy
Foto: Divulgação

A jornada deve ocorre entre o fim de 2014 e o início do ano seguinte: falta a espaçonave ficar pronta e os selecionados passarem por mais alguns testes formais até poderem voltar à Flórida (EUA), onde participam de uma série de treinamentos para ir ao espaço. Os testes foram realizados na sede da Nasa no Kennedy Space Center, em Cabo Canaveral, e o Terra acompanhou a rotina do brasileiro nos dias que antecederam o esperado anúncio. Com a aprovação, apesar de não ter participado do treinamento espacial formal, Gorrasi deve ser o segundo astronauta brasileiro, sucedendo Marcos Pontes - que, aliás, pretende voltar ao espaço em 2015 .

"A expectativa é muito grande, eu estava muito nervoso na hora em que subi ao palco para receber a notícia. Não sei nem como explicar, estou muito feliz, é gratificante conhecer o Buzz Aldrin, estar aqui na Nasa fazendo testes, passar por tudo o que passei. Foram mais de 107 participantes do mundo inteiro, além as outras etapas que a gente passou, então estar aqui é um privilégio para mim, também estar representando o meu País", afirmou o brasileiro.

Marco Aurélio conta que sonhava em seguir uma carreira análoga na aviação e pensou em ser piloto, mas até ser um dos escolhidos no projeto trabalhava como analista de marketing - emprego que largou para poder participar do concurso. "Todo mundo levou na brincadeira quando eu disse que deixaria o emprego para tentar ir ao espaço. Acharam que eu estava falando asneira, que não estava falando sério", relatou ele. O brasileiro salienta o apoio do irmão, que insistiu para que ele se inscrevesse e se esforçasse na participação.

Os participantes foram submetidos a uma série de desafios, incluindo testes físicos e mentais, e passaram por missões que fazem parte da rotina dos astronautas. O brasileiro se destacou em uma das últimas etapas do treinamento, e conta que "a gente teve que passar por um percurso físico: escalar uma parede de três metros, sair de um labirinto vendado... e aí consegui o primeiro lugar, fiz em menos tempo que todo mundo e acabei vindo para cá. O treinamento foi muito difícil, foi pesado", descreve ele.

"A experiência mais legal foi o air combat. Voar em um avião de guerra americano de verdade, sentir a sensação de estar com a pressão de quatro vezes a força da gravidade no corpo, sentir o que é estar viajando tão rápido... foi muito legal, fizemos várias acrobacias. Pilotei um pouco a nave quando chegamos a uma certa altura, e percebi que a nave é muito sensível: qualquer pequeno movimento a nave já desce, sobe, vira para o lado, então tem que ter muito cuidado", relatou Gorrasi.

A ação AXE Apollo Space Academy foi lançada mundialmente em janeiro de 2013 pelo astronauta Buzz Aldrin, segundo homem a pisar na Lua. Agora, o brasileiro continua na Flórida pelo menos até janeiro, enquano comemora a seleção e aproveita as férias.

Voo parabólico: como experimentar um ambiente de gravidade zero


Voo parabólico: flutuando em gravidade zero
Voo parabólico: flutuando em gravidade zero
Foto: Arte Terra
Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade