0

Japão cria organização para desmontar reatores destruídos de Fukushima

1 ago 2013
19h49
atualizado em 2/8/2013 às 07h37
  • separator
  • 0
  • comentários

O ministro japonês da Indústria aprovou esta quinta-feira a criação de uma estrutura dedicada ao desenvolvimento dos meios técnicos necessários para desmontar os quatro reatores destruídos da usina nuclear de Fukushima, afetada por um terremoto seguido de maremoto há mais de dois anos.

Denominada "Organização Internacional de Pesquisa e Desenvolvimento para o Desmantelamento", esta estrutura deve conceber as tecnologias e proceder a sanar o complexo atômico destruído em 11 de março de 2011.

"Retirar o combustível danificado (de três reatores que se fundiram) é uma tarefa difícil e sem precedentes", ressaltou o ministro Toshimitsu Motegi, segundo a proposta reportada pela imprensa.

"Ao vencer este desafio técnico, eu desejo mostrar às pessoas originárias de Fukushima que existe um futuro", respondeu o professor da Universidade de Kyoto Hajimu Yamana, nomeado para presidir esta nova instância.

Os trabalhos de pesquisa e desenvolvimento implicarão companhias de eletricidade, indústrias e institutos japoneses de P&D, atualmente abrangendo 17 instituições, mas o organismo também deverá acolher empresas e pesquisadores estrangeiros.

Uma primeira reunião deverá ser celebrada durante o mês de agosto. O desmantelamento de Fukushima deve durar quarenta anos e o conhecimento desenvolvimento especialmente será de grande valor para os trabalhos futuros de demolição de instalações nucleares em todo o mundo.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade