13 eventos ao vivo

Qual a diferença entre bomba de hidrogênio e bomba atômica?

Conheça características da bomba termonuclear, que a Coreia do Norte testou, e da bomba atômica: duas das armas mais destrutivas da história

4 set 2017
10h42
atualizado às 13h23
  • separator
  • comentários

A Coreia do Norte anunciou no último fim de semana ter realizado um teste com uma bomba de hidrogênio, também conhecida como bomba termonuclear, se distanciando assim de seus experimentos com armas nucleares de primeira geração. Mas qual a diferença entre uma bomba atômica e a bomba de hidrogênio ou bomba H, mais avançada?

Desenvolvida pelos EUA, a primeira bomba H foi detonada no Oceano Pacífico em 1952 e apagou a ilha Elugelab do mapa
Desenvolvida pelos EUA, a primeira bomba H foi detonada no Oceano Pacífico em 1952 e apagou a ilha Elugelab do mapa
Foto: Divulgação

Detonação

A diferença fundamental entre uma bomba de hidrogênio e uma bomba atômica é o processo de detonação. Em bombas atômicas, como as que foram detonadas em Nagasaki e Hiroshima em 1945, o poder explosivo resulta da liberação repentina de energia após a separação (fissão) dos núcleos de um elemento químico pesado, como o plutônio. Esse procedimento é conhecido como fissão nuclear.

Foto: Deutsche Welle

Anos após a primeira bomba atômica ser desenvolvida no estado americano do Novo México, os Estados Unidos criaram uma arma que tinha como base a tecnologia da bomba atômica, mas que expandiu o processo de detonação para criar uma explosão mais forte. Essa arma é conhecida como bomba termonuclear, bomba de hidrogênio ou bomba H.

O processo de detonação de uma bomba termonuclear inclui várias etapas, começando com a detonação de uma bomba atômica. A primeira explosão gera temperaturas de milhões de graus, criando energia suficiente para forçar a aproximação de seus dois núcleos leves, combinando-os num segundo estágio conhecido como fusão nuclear - no caso, de isótopos de hidrogênio.

Forma

Segundo especialistas, a bomba mais recente da Coreia do Norte demonstra uma clara diferença em relação às armas anteriores e possui uma câmara que sugere uma bomba de hidrogênio de duas etapas.

"As imagens mostram uma forma mais completa de uma possível bomba de hidrogênio, com uma bomba primária de fissão e um segundo estágio de fusão conectados em forma de ampulheta", disse Lee Choon-geun, pesquisadora do Instituto de Políticas de Ciência e Tecnologia da Coreia do Sul.

Foto: Deutsche Welle

Potência

A potência destrutiva de uma bomba termonuclear pode ser de centenas a milhares de vezes maior que a de uma bomba atômica.

O poder explosivo de uma bomba atômica frequentemente é medido em quilotoneladas (kt), ou mil toneladas de trinitrotolueno (TNT), enquanto as explosões de bombas termonucleares são geralmente medidas em megatoneladas, ou o equivalente a uma detonação de um milhão de toneladas de TNT.

Deutsche Welle A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade