0

ONU pede conservação dos oceanos para evitar catástrofe global a longo prazo

5 jun 2017
13h44
  • separator
  • comentários

O secretário-geral da ONU, António Guterres, alertou nesta segunda-feira sobre a ameaça que significa a deterioração dos oceanos e pediu que os países "deixem de um lado o benefício nacional a curto prazo para evitar uma catástrofe global a longo prazo".

Guterres lançou a advertência durante a abertura da Conferência Mundial sobre os Oceanos, a primeira nesta matéria na sede da ONU em Nova York e que tem como objetivo dar relevância à agenda internacional ao Objetivo 14 da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

O alto funcionário internacional pediu aos Estados-membros do organismo que dialoguem para definir um novo modelo de governança dos oceanos, cuja saúde foi gravemente danificada nas últimas décadas, disse, como consequência da poluição, da pesca sem controle e dos efeitos da mudança climática.

A ameaça para os países, explicou, não só se traduz no aumento do nível do mar, mas também no seu aquecimento e acidificação, que provoca a lavagem dos corais e a redução da biodiversidade marinha, entre outras consequências.

"A mudança nas correntes terá um sério impacto nos padrões meteorológicos e devemos nos preparar para tempestades e secas mais frequentes", acrescentou.

"Nós criamos estes problemas", reconheceu Guterres, que recriminou os governos que não aproveitam "completamente" as ferramentas a seu alcance como a Convenção sobre o Direito no Mar.

EFE   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade