0

Mais de 30 exemplares de arara-azul-de-lear nascem em zoológico da Espanha

7 jun 2017
13h59
  • separator
  • comentários

Mais de 30 exemplares de arara-azul-de-lear, uma espécie em perigo de extinção do Brasil, nasceram desde 2006 em um zoológico da ilha espanhola de Tenerife, no arquipélago atlântico das Ilhas Canárias.

O governo brasileiro tinha mandado um casal para fomentar a reprodução do zoológico, e nove das aves nascidas desde então foram enviadas ao Brasil, informou nesta quarta-feira Loro Parque em um comunicado.

Para dar certo a reprodução, foram fundamentais a aclimatação da espécie, a imitação das rochas do Brasil onde vivem as aves, as condições atmosféricas da ilha e a utilização de sementes de palmeira que consumem na natureza, o licuri.

Segundo o Loro Parque, os filhotes de arara-azul-de-Lear são capturados para o comércio ilegal, enquanto os agricultores perseguem os exemplares adultos porque bicam o milho.

O seu hábitat está cada vez mais degradado pelo crescente uso da terra para o gado, e também pela colheita indiscriminada das folhas e frutos da palmeira de licuri.

O diretor científico da Loro Parque Fundação, Rafael Zamora, destacou que conseguiu recuperar a espécie e mudar o nível de proteção de "criticamente ameaçado" a "ameaçado".

O Loro Parque investiu perto de meio milhão de euros na proteção do arara-azul-de-Lear em liberdade com o objetivo de situá-lo como espécie não-ameaçada.

EFE   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade