0

Jovem recupera movimentos do braço com prótese biônica

Braço biônico controlável via iPhone foi patrocinado pela Mercedes

23 abr 2013
14h54
atualizado em 24/4/2013 às 14h54
  • separator
  • comentários

O jovem Patrick Kane apresentou recentemente seu braço biônico, que permite uma variedade de movimentos bastante específicos - como apertar e segurar objetos. O britânico de 16 anos perdeu seu braço esquerdo quando ainda era bebê por causa da meningite. Entre a nova variedade de ações que ele pode realizar está a de apertar as mãos de alguém e cortar a própria comida: ações aparentemente simples, mas antes impossíveis para Patrick.

Você Sabia? Robôs já podem exercer funções humanas?

O braço mecânico pode ser controlado via iPhone ou iPad e possibilita ao jovem a realização de um sonho: participar das aulas de marcenaria na escola. A autonomia da prótese é de um dia, e Patrick precisa retirá-la a cada noite para fazer a recarga. Ele descreve a operação do braço artificial como algo natural, apesar de requerer um longo processo de adaptação.

"Controlar a mão é bastante natural, apesar de levar um tempo um pouco maior para aprender como usar as 'garras' automáticas e fazer os gestos", afirmou Patrick Kane. "São as pequenas coisas que importam, como ser capaz de segurar um copo de vidro ou cortar a comida no meu prato em vez de ter que pedir a alguém para fazer isso por mim.

Patrick perdeu parte de sua perna direita, todos os dedos da mão esquerda e pedaços dos dedos da mão direita após sofrer com uma forma de meningite logo após o nascimento. A prótese, cujo custo é estimado é 30 mil euros, foi desenvolvida pela empresa Touch Bionics e patrocinada pela Mercedes, que optou por não inserir seu logotipo no braço artificial por entender que compartilha o interesse pelo desenvolvimento da tecnologia.

Casos médicos: bebê dá nome a síndrome até então desconhecida

<a data-cke-saved-href="http://www.terra.com.br/noticias/ciencia/infograficos/cirurgias/iframe.htm" href="http://www.terra.com.br/noticias/ciencia/infograficos/cirurgias/iframe.htm">veja o infográfico</a>
Fonte: Terra
  • separator
  • comentários
publicidade