3 eventos ao vivo

Espaço

Pela 1ª vez em 152 anos, eclipse terá Superlua e Lua Azul

Nasa

Aqui no Brasil, será possível observar apenas a superlua hoje

31 jan 2018
11h13
atualizado às 11h29
  • separator
  • 0
  • comentários

Um fenômeno celeste raro ocorrerá nesta quarta-feira (31) e poderá ser observado de algumas regiões do mundo. Pela primeira vez em 152 anos, um eclipse total lunar irá coincidir com uma Superlua, com uma Lua azul e com a chamada Lua de sangue. Esta é a segunda lua cheia do mês de janeiro, fenômeno conhecido como Lua azul. Já a Superlua vai passar pela sombra da Terra no mesmo momento, provocando um eclipse total.

Mas nem todos conseguirão apreciar o fenômeno a olho nu. Apenas quem estiver na América do Norte, Oriente Médio, Ásia, Rússia Oriental, Austrália e Nova Zelândia será capaz de visualizar. Aqui no Brasil, só ficará visível a Superlua. Na América Latina e na maior parte da África e da Europa Ocidental, não será possível ver o eclipse devido ao fuso horário e à órbita terrestre.

A Superlua de 31 de janeiro será a terceira de uma ''trilogia de superluas'', ocorridas no dia 3 de dezembro de 2017 e 1 de janeiro de 2018. "A posição da órbita da Lua é mais favorável à visualização no hemisfério Norte. A Lua avermelhada será visível na Ásia e na costa oeste dos EUA", segundo a Nasa, que transmitirá a raridade pela internet, através do perfil @NASAMoon no Twitter e do site nasa.gov/live.

É a primeira vez que o fenômeno ocorre em mais de 150 anos. Isso significa que muitas pessoas nasceram e morreram sem nunca terem presenciado algo do tipo.

Entenda

Superlua: o termo se refere à Lua cheia em um ponto mais próximo em sua órbita ao redor da Terra. Essa proximidade faz com que a Lua aparente ser 14% maior e 30% mais brilhante.
   

Lua azul: é um mês com duas luas cheias. Quando isso ocorre, é chamado de lua azul.

Eclipse lunar: a Terra, o Sol e a Lua vão se alinhar, provocando um eclipse lunar total.

Lua de sangue: um eclipse com uma grande Lua de cor avermelhada.

Lua azul é vista a partir de San Diego, na Califórnia (EUA)
Lua azul é vista a partir de San Diego, na Califórnia (EUA)
Foto: Reuters

Veja também

Pesquisadores ensinam orca a imitar palavras; ouça

 

Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade