0

Nasa descobre 10 possíveis planetas com condições de serem habitáveis

19 jun 2017
17h20
  • separator
  • comentários

A Nasa, agência espacial dos Estados Unidos, informou nesta segunda-feira que seu telescópio Kepler descobriu 219 possíveis planetas, dos quais dez têm o tamanho da Terra e orbitam a uma distância de uma estrela que permitiria a existência de água caso se trate de um corpo rochoso.

Por meio de um comunicado de imprensa, a Nasa detalhou esta nova descoberta na pesquisa sobre exoplanetas, que são aqueles planetas que se encontram fora do sistema solar.

O catálogos de exoplanetas da Nasa localizados pelo telescópio Kepler contém 4.034 possíveis candidatos, dos quais 2.335 já foram identificados como exoplanetas.

Dos aproximadamente 50 corpos detectados por Kepler com condições de serem habitáveis por seu tamanho e potencial presença de água em estado líquido, mais de 30 foram identificados como tais.

"O conjunto de dados do Kepler é singular, já que é o único que contém um grupo destes quase 'análogos da Terra': planetas com aproximadamente o mesmo tamanho e a mesma órbita que a Terra", disse hoje o cientista Mario Pérez, do programa Kepler na Divisão de Astrofísica da Nasa.

"Entender sua frequência na galáxia ajudará a orientar a elaboração das futuras missões da Nasa para imaginar outra Terra", acrescentou.

O telescópio Kepler rastreia o espaço na busca de novos planetas captando a diminuta queda no brilho de uma estrela que acontece quando um planeta cruza seu caminho.

Esta foi a oitava divulgação de dados do Kepler em seus primeiros quatro anos de missão.

"Este catálogo cuidadosamente medido é a base para responder diretamente uma das perguntas mais cativantes na astronomia: quantos planetas como a Terra há na galáxia?'", destacou a pesquisadora do Kepler no Instituto SETI, Susan Thompson.

As descobertas do Kepler permitiram avançar em numerosos estudos como o que classificou os planetas pequenos em dois grupos por suas características: os rochosos, ao estilo da Terra; e os gasosos, com um tamanho um pouco menor que o de Netuno.

EFE   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade