2 eventos ao vivo

China lança três astronautas ao espaço em sua quinta missão tripulada

País segue trabalho para criar uma estação espacial internacional em 2020

11 jun 2013
06h55
atualizado às 08h17
  • separator
  • comentários

Os astronautas Wang Yaping , Zhang Xiaoguang e Nie Haisheng partiram nesta terça-feira da base espacial de Jiuquan, na China, a bordo da espaçonave Shenzhou X, na quinta missão tripulada realizada pelo país asiático.

Wang Yaping, Zhang Xiaoguang e Nie Haisheng acenam para público que acompanhou sua partida
Wang Yaping, Zhang Xiaoguang e Nie Haisheng acenam para público que acompanhou sua partida
Foto: AP

O lançamento aconteceu às 17h38 locais (6h38 de Brasília), de acordo com o horário previsto. O presidente da China, Xi Jinping, acompanhou a operação no local.

Wang é a segunda mulher astronauta chinesa a viajar ao espaço, e Nie o primeiro piloto do país a sair da Terra pela segunda vez, já que fez parte da tripulação do Shenzhou VI, em 2005.

Após cinco minutos do lançamento, a espaçonave se desprendeu dos foguetes propulsores e pouco depois entrou em órbita, ativando os painéis solares que abastecerão o veículo de energia durante seus 15 dias de missão.

A televisão estatal CFTV, que transmitiu ao vivo o lançamento, mostrou imagens da cabine e dos astronautas, que fizeram uma saudação militar para mostrar que tudo corria bem.

Com esta viagem, a China prossegue seu trabalho para o desenvolvimento de uma estação espacial internacional por volta de 2020.

A espaçonave Shenzhou X deverá se acoplar com a base orbital Tiangong I para que os astronautas realizem experimentos e operações de conserto em seu interior.

Além disso, como grande novidade desta viagem, Wang, de 33 anos, dará por videoconferência uma aula de física aos estudantes do ensino primário e secundário da China.

A espaçonave Shenzhou X deverá se acoplar com a base orbital Tiangong I para que os astronautas realizem experimentos e operações de conserto em seu interior.
A espaçonave Shenzhou X deverá se acoplar com a base orbital Tiangong I para que os astronautas realizem experimentos e operações de conserto em seu interior.
Foto: Reuters
EFE   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade