0

Astronauta japonês cresce 9 cm em três semanas na Estação Espacial - e está preocupado

Norishige Kanai 'cresceu como uma planta' durante sua temporada no espaço. Agora, teme não caber na nave que o trará de volta.

9 jan 2018
17h03
atualizado às 17h17
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Um astronauta japonês que está vivendo na Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês) disse ter crescido 9 centímetros desde que chegou ao espaço - há apenas três semanas.

O astronauta Norishige Kanai (esq.) chegou à ISS em dezembro para uma missão de seis meses
O astronauta Norishige Kanai (esq.) chegou à ISS em dezembro para uma missão de seis meses
Foto: Reuters / BBC News Brasil

Norishige Kanai relatou no Twitter que está preocupado com a possibilidade de não caber mais na nave espacial russa Soyuz, que deve trazê-lo de volta à Terra em junho.

Em média, os astronautas crescem entre dois e cinco centímetros quando chegam ao espaço.

Isso ocorre por causa da ausência da gravidade terrestre. Nessa situação, a coluna vertebral se expande - o crescimento se dá especificamente nos discos de cartilagem que ficam entre os ossos da coluna. O crescimento de Kanai, porém, foi bem superior à média.

"Bom dia a todos. Tenho um grande anúncio para fazer hoje. Tivemos os nossos corpos medidos após chegarmos ao espaço, e uau! Eu cresci 9 centímetros!", escreveu ele na rede social.

"Cresci como uma planta nestas três semanas. Não acontecia nada assim desde o ensino médio. Estou um pouco preocupado quanto a se vou caber no assento da Soyuz quando chegar a hora de voltar."

A Soyuz realmente tem limitação de tamanho nos assentos, que são moldados para a altura original de cada astronauta. Um aumento excessivo de altura do tripulante pode se tornar um problema.

O perfil oficial do astronauta japonês no Twitter | imagem: reprodução
O perfil oficial do astronauta japonês no Twitter | imagem: reprodução
Foto: BBC News Brasil

O crescimento dos astronautas costuma ser temporário: eles podem voltar à altura normal depois de retornar à Terra.

"Nove centímetros é muito, mas é possível, já que cada corpo humano é diferente", diz à BBC Libby Jackson, da Agência Espacial do Reino Unido.

"Há uma margem diferente de crescimento para cada pessoa, e cada um responde de uma forma."

Esta é a primeira vez de Kanai no espaço. Antes de estrear como astronauta, ele era médico da Marinha japonesa.

Veja também

Astronauta registra espetáculo da aurora boreal do espaço

 

BBC News Brasil BBC News Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC News Brasil.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade