0

Como é o templo asteca usado para sacrifícios humanos descoberto sob um hotel mexicano

Arqueólogos acharam os restos de um templo e uma quadra asteca de jogar bola nos arredores da principal praça da Cidade do México; detalhes de uma longa investigação confirmam os relatos sangrentos dos primeiros cronistas espanhóis que visitaram a capital asteca.

9 jun 2017
16h47
atualizado às 17h30
  • separator
  • comentários

Depois de um longo trabalho no subsolo de um hotel na Cidade do México, arqueólogos revelaram os detalhes dos últimos vestígios astecas descobertos na capital mexicana.

Templo na Cidade do México
Templo na Cidade do México
Foto: BBCBrasil.com

Os restos foram encontrados atrás da catedral católica da época da colonização espanhola localizada em frente à principal praça pública da capital mexicana, Zócalo.

O local abrigou um templo importante e uma quadra de jogos de bola onde a civilização realizava cerimônias religiosas - muitas vezes com sacrifícios humanos.

Os arqueólogos encontraram pedaços de cervicais humanas pertencentes a cerca de 30 pessoas. Segundo os especialistas, podem ser restos de jogadores decapitados, já que todos os pescoços pertencem a homens jovens e crianças.

Em algumas culturas pré-hispânicas, os perdedores dos jogos de bola eram decapitados e oferecidos aos deuses locais como oferenda.

Deus do vento

O templo era dedicado a Echécatl, o deus do vento, de acordo com os arqueólogos.

O local tinha uma estrutura circular, cuja base de pedra vulcânica continua conservada.

Sua forma redonda havia diferenciado a construção dos demais templos quadrados que dominavam o espaço mais sagrado para os astecas antes da conquista pelos espanhóis, em 1521.

Segundo o arqueólogo Eduardo Matos, investigador emérito do Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH), a parte superior do templo provavelmente foi construída para parecer uma serpente enrolada.

Os sacerdotes entravam por uma porta que foi construída para parecer o nariz da serpente.

A quadra, de 50 metros de largura, também tinha uma pequena escada por onde deveriam entrar os jogadores.

Ambas as construções estão inseridas entre edifícios em um terreno de 800 metros quadrados.

Os achados confirmam os relatos dos primeiros cronistas espanhóis que visitaram a capital imperial asteca, Tenochtitlán.

Abaixo da escada da quadra, os arqueólogos encontraram uma oferenda usada em rituais.

Templo achado na Cidade do México
Templo achado na Cidade do México
Foto: BBCBrasil.com

Mais descobertas

Esta não é a primeira vez em que se descobre um templo dedicado ao deus do vento no local.

Abaixo da catedral, por exemplo, existe outra construção de pedra vulcânica com boca de serpente.

E, lentamente, o trabalho dos arqueólogos vai revelando os restos do local sagrado pré-hispânico - conhecido hoje como Templo Mayor -, um espaço cerimonial de tamanho equivalente ao de duas quadras de futebol.

Maquete do Templo Mayor
Maquete do Templo Mayor
Foto: BBCBrasil.com

Como muitas das construções da era colonial na Cidade do México foram feitas sobre as ruínas da capital asteca, Matos acredita que ainda há muitos achados arqueológicos a serem feitos.

"Estamos trabalhando nesta área por cerca de 40 anos e sempre há uma construção de algum tipo, então aproveitamos isso e nos envolvemos", diz Matos.

Nos próximos meses, as autoridades construirão um museu para que o local possa ser visitado por turistas.

Veja também

BBCBrasil.com BBC BRASIL.com - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC BRASIL.com.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade