0

Após fracasso, Soyuz tripulada é lançada com sucesso

Em outubro, decolagem da nave russa foi abortada

3 dez 2018
14h17
  • separator
  • comentários

A nave espacial russa Soyuz foi lançada nesta segunda-feira (3) da base russa de Baikonur, no Cazaquistão. A bordo, estão três tripulantes da Expedição 58: a norte-americana Anne McClain, da NASA; o canadense David Saint-Jacques, da CSA; e o russo Oleg Kononenko, da agência espacial russa Roscosmos. Em outubro, a missão que levava dois tripulantes a bordo da nave fracassou.
    O lançamento ocorreu no horário programado, às 17h31 no horário local (9h31 em Brasília). A Soyuz MS-11 entrou em órbita nove minutos após deixar o chão e se acoplará à Estação Espacial Internacional seis horas depois, após ter dado quatro voltas na Terra. A NASA e a Roscosmos afirmaram que os sistemas internos funcionaram normalmente e a equipe se sente bem. A missão tem duração prevista de seis meses e meio, em que os astronautas desenvolverão pesquisa nas áreas de biologia, ciências naturais, físicas e tecnologia. Os três astronautas se juntarão aos atuais ocupantes o comandante Alexander Gerst, da Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês), a norte-americana Serena Aunon-Chancellor e o russo Sergey Prokopyev, que voltarão à Terra no próximo dia 20 de dezembro.
    No dia 11 de outubro, a Soyuz chegou a decolar da base do Cazaquistão, mas a missão precisou ser abortada por conta de um problema nos foguetes de propulsão. A nave realizou um pouso de emergência e, apesar do incidente, os astronautas Alexey Ovchinin e Nick Hague conseguiram se salvar. A apólice seguro lançamento de hoje custou US$ 72 milhões, valor que dobrou após o fracasso do lançamento de outubro.

Ansa - Brasil   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade