0

Democracia animal: cachorros selvagens africanos espirram para 'votar' em decisões coletivas

Animais realizam 'comícios' para escolher quando sair para caçar por meio de uma votação com espirros, segundo estudo científico.

12 set 2017
06h03
atualizado às 07h46
  • separator
  • comentários

Cachorros selvagens africanos "votam" para tomar decisões sobre a matilha. E fazem isso por meio de um expiração curta e rápida pelo nariz, que faz barulho, como um espirro. É o que descobriu um novo estudo científico.

A pesquisa monitorou cachorros selvagens ameaçados de extinção na Reserva Moremi e no Delta do Okavango, em Botsuana, na África. E descobriu que esses animais dão espirros para opinar se devem ou não sair em grupo para caçar.

Fazem isso em uma espécie de reunião política coletiva, como um "comício".

Antes dessa descoberta, se pensava que os cachorros estivessem apenas limpando suas narinas antes de iniciar uma caçada - como uma assoada de nariz.

Mas os zoólogos gravaram detalhes de 68 dessas reuniões e perceberam que, quanto mais bichos davam espirros, mais provável era que a matilha partisse para uma caçada.

Comícios

O espirro de machos e fêmeas dominantes tem um peso maior
O espirro de machos e fêmeas dominantes tem um peso maior
Foto: Andrew King, Swansea University

Segundo a pesquisa, as reuniões políticas são iniciadas quando um membro da matilha se levanta do seu descanso e assume uma postura distinta: cabeça baixa, boca aberta, orelhas viradas para trás.

Andrew King, da Universidade de Swansea, no País de Gales, um dos responsáveis pela pesquisa, explica que os espirros funcionam como uma espécie de "quórum" político - o número mínimo de votos necessários para tomar uma decisão. "É preciso um certo número de espirros antes do grupo mudar sua atividade".

"Os quóruns também são usados por outros carnívoros que vivem em grupos, como os suricatos)", completa.

O estudo também sugere que alguns espirros têm mais peso que outras. "Nós descobrimos que, quando um macho e uma fêmea dominantes participam de um comício, a matilha precisa espirrar menos vezes antes de partir", contou Reena Walker, da Brown University.

"Por outro lado, se o casal dominante não participa (do comício), mais espirros são necessários - aproximadamente 10 - antes da matilha partir".

O estudo foi realizado por zoólogos da University of New South Wales, da Austrália, da Brown University, dos Estados Unidos, e do Swansea University's College of Science, no Reino Unido. Foi publicado no jornal científico The Proceedings of the Royal Society B .

Quem são os cachorros selvagens africanos?

  • Uma das espécies mais ameaçadas do mundo
  • Nativos em toda a África
  • As maiores populações estão na África Austral e ao sul da África Oriental (especialmente Tanzânia e norte de Moçambique)
  • Seus principais predadores são leões e humanos
  • Vivem em grupo e se reúnem em matilhas de dez membros, mas alguns se juntam em mais de 40 cães
  • São predadores oportunistas, que caçam animais como gazelas
  • Em uma arrancada, podem ultrapassar 70 quilômetros por hora

Veja também

Como a doença de uma menina mudou o que um país come

BBCBrasil.com BBC BRASIL.com - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC BRASIL.com.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade