Bolsonaro minimiza ômicron e sugere que pode ser "bem-vinda”

Em meio ao avanço da variante ômicron, o presidente Jair Bolsonaro sugeriu em entrevista nesta quarta-feira, 12, sem apresentar dados sobre a pandemia e as vacinas, que a nova variante do coronavírus não está matando ninguém e que a nova cepa pode sinalizar o fim da pandemia. Além disso, em entrevista ao ‘Gazeta Brasil’, veículo que o apoia, o presidente afirmou que a imunidade de rebanho está "salvando" o Brasil da covid-19, em uma declaração que não encontra respaldo em evidências científicas e usada por ele para novamente atacar eventuais medidas restritivas que podem ser adotadas pelo avanço da nova variante.

Equipe portal Equipe portal
Publicidade

Vídeos relacionados

Recomendado para você

Publicidade