2 eventos ao vivo

Total de mortes por Covid-19 no Brasil passa de 156 mil

Anvisa liberou importação de 6 milhões de doses de CoronaVac

23 out 2020
18h59
atualizado às 19h18
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) informou nesta sexta-feira (23) que o Brasil registrou mais 569 mortes pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2) no período de 24 horas, elevando o número total de vítimas para 156.469.
    Segundo o boletim, a taxa de letalidade da doença se mantém em 2,9% e a de mortalidade subiu para 74,5 pessoas para cada 100 mil habitantes.
    Em números absolutos, São Paulo continua sendo o estado a somar mais óbitos, com 38.608, seguido por Rio de Janeiro (20.115), Ceará (9.244), Pernambuco (8.531) e Minas Gerais (8.686).
    O Conass informa ainda que foram contabilizados 29.305 novos casos em um dia, aumentando para 5.352.935 a quantidade de pessoas que já se contaminaram desde março no país. A taxa de incidência da Covid-19 é de 2.547,2 a cada 100 mil cidadãos.
    Também nesse ranking, São Paulo é o estado com mais casos em termos absolutos (1.083.641), seguido por Minas Gerais (345.188), Bahia (342.526) e Rio de Janeiro (296.797).
    A média móvel de casos nos últimos sete dias está em 23.091 e a de óbitos está em 465.
    Hoje, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou a importação de 6 milhões de doses da CoronaVac, vacina chinesa que deverá ser produzida pelo Instituto Butantan, em São Paulo.
    O medicamento está atualmente na terceira fase dos ensaios clínicos. Até o momento, a farmacêutica chinesa responsável pelo imunizante, Sinovac, ainda não obteve o registro para aplicação da vacina.

Veja também:

Descarte irregular de materiais eletrônicos especiais pode gerar multa de 5 mil
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade