0

RJ: Comissão da Verdade irá ouvir cinco militares cassados na ditadura

14 jun 2013
11h23
  • separator
  • 0
  • comentários

O presidente da Comissão Estadual da Verdade do Rio de Janeiro, Wadih Damous, anunciou nesta sexta-feira (14) que na próxima terça, dia 18, as duas comissões - a nacional e a estadual - em um trabalho conjunto, irão ouvir o depoimento de cinco militares que foram presos e torturados durante o golpe de 1964. Todos foram perseguidos, e posteriormente cassados, por não concordarem com a implantação no País de um regime ditatorial pelos governos da época.

Veja desaparecidos da ditadura no Brasil

Segundo Damous, todos os militares perseguidos durante a ditadura e tratados como desertores e traidores vão ter na Comissão uma caixa de ressonância dentro do programa Testemunhos da Verdade. "É um paradoxo: falamos em ditadura militar, mas a categoria profissional mais atingida pelo golpe foi justamente a militar. Muitos foram perseguidos e tratados como desertores e traidores. Vamos contar a história desses brasileiros", garantiu.

Os depoimentos serão públicos e poderão ser acompanhados no auditório da Caixa de Assistência dos Advogados do Rio de Janeiro (Caarj), localizado ao lado do prédio da Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-RJ). O primeiro a ser ouvido, às 9h30, será o coronel Bolívar Meirelles e, em seguida, o coronel Ivan Proença. A partir das 14h, será a vez do comandante Ferro Costa, Antônio Duarte e Oswaldo Araújo.

 

Jornal do Brasil Jornal do Brasil
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade