0

Reforma da Previdência: o que muda para trabalhadores do INSS, servidores e militares

Confira as principais mudanças nas regras de aposentadoria e pensão a seguir, numa comparação que mostra o que vale hoje e o que prevê a nova lei.

20 set 2019
15h18
atualizado em 17/12/2019 às 17h14
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Congresso Nacional aprovou em 2019 uma série de mudanças nas regras de aposentadoria e pensão para trabalhadores da iniciativa privada, servidores públicos civis e militares.

ilustração reforma previdência
ilustração reforma previdência
Foto: BBC News Brasil

Primeiro, foi aprovada a proposta que alterou a Constituição (PEC) para incluir novas regras para trabalhadores vinculados ao INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e servidores públicos civis. O texto foi promulgado pelo Congresso em novembro.

Depois, Câmara e Senado aprovaram o projeto de lei que altera regras para pensões militares. O projeto das Forças Armadas, no entanto, também inclui uma reestruturação da carreira e prevê aumentos de remuneração maiores para militares no topo da carreira do que para os de patentes mais baixas. O texto foi sancionado em dezembro pelo presidente Jair Bolsonaro.

Confira as principais mudanças nas aposentadorias e pensões a seguir:

Quando a PEC da reforma da Previdência foi para o Senado, o relator, senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), decidiu colocar propostas de alterações no texto em uma proposta que foi batizada de "PEC paralela". Esse texto prevê, por exemplo, a inclusão de estados, Distrito Federal e municípios na reforma.

No início de dezembro, após tramitação no Senado, a PEC paralela foi enviada à Câmara.

Veja também:

Em 'live' com alvos de ação do STF, Eduardo Bolsonaro cita 'momento de ruptura'
BBC News Brasil BBC News Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC News Brasil.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade