Pacheco diz que PL do Aborto ‘jamais iria diretamente ao plenário’ do Senado

14 jun 2024 - 10h12
Compartilhar

O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), pediu, na última quinta-feira, 13, “cautela” com a uma possível discussão sobre aborto na casa. A declaração foi feita um dia após a Câmara dos Deputados aprovar, em votação relâmpago, a urgência do PL 1904/24. O Projeto de Lei iguala a pena do aborto feito após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio simples. “Na sua essência, o aborto é considerado um crime doloso contra a vida, e é naturalmente diferente do homicídio”, pontuou Pacheco.

Reprodução/ TV Senado/ YouTube

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Seu Terra












Publicidade