PUBLICIDADE

Política

Senadoras decidem lançar candidata mulher para disputar a presidência do Senado

Eliziane Gama e Soraya Thronicke foram até Leila Barros para falar sobre a representatividade das mulheres na Mesa da Casa

10 jul 2024 - 20h59
Compartilhar
Exibir comentários

As senadoras Eliziane Gama (PSD-MA) e Soraya Thronicke (Podemos-MS) procuraram a líder da bancada feminina no Senado Federal, Leila Barros (PDT-DF) nesta quarta-feira, 10, para discutir sobre a próxima eleição interna pra a presidência da Casa, que ocorrerão em 2025. Ao Estadão, uma fonte próxima às parlamentares confirmou que elas planejam lançar uma candidata mulher para correr ao pleito.

Reunião das senadoras Eliziane Gama (PSD-MA), Soraya Thronicke (Podemos-MS) e Leila Barros (PDT-DF) para tratar sobre a representatividade feminina na mesa do Senado Federal
Reunião das senadoras Eliziane Gama (PSD-MA), Soraya Thronicke (Podemos-MS) e Leila Barros (PDT-DF) para tratar sobre a representatividade feminina na mesa do Senado Federal
Foto: Reprodução/@elizianegama via X(antigo Twitter) / Estadão

A reunião tinha como objetivo discutir o protagonismo feminino na mesa do Senado. Ao final do encontro, as três firmaram um acordo pessoal para quebrar o ciclo de mais de 200 anos sem uma mulher a frente do Parlamento.

Atualmente, Soraya Thronicke e Eliziane Gama são os nomes favoritos para a candidatura. A ideia ainda é embrionária e precisa passar por protocolos partidários e por grupos políticos a fim de eventualmente definir pela escolha de um dos dois nomes.

Sem revelar informações detalhadas, Eliziane escreve em sua conta na rede social X (antigo Twiter) que um acordo foi "fechado para um grande projeto que mudará para sempre a história das mulheres no Senado". A parlamentar anuncia que em breve haverá mais novidades.

Até o momento o ex-presidente do Senado, Davi Alcolumbre (União-AP), é o favorito para a disputa. Ele conta com o apoio do atual presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), que assumiu o posto após ganhar nas eleições de 2021, no qual Simone Tebet (MDB) também concorria. Na época, o placar foi de 57 votos contra 21. No ano passado, Pacheco foi reeleito com 49 votos, contra 32 do senador Rogério Marinho (PL-RN).

Reunião das senadoras Eliziane Gama (PSD-MA), Soraya Thronicke (Podemos-MS) e Leila Barros (PDT-DF) para tratar sobre a representatividade feminina na mesa do Senado Federal
Reunião das senadoras Eliziane Gama (PSD-MA), Soraya Thronicke (Podemos-MS) e Leila Barros (PDT-DF) para tratar sobre a representatividade feminina na mesa do Senado Federal
Foto: Reprodução/@elizianegama via X(antigo Twitter) / Estadão
Estadão
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade