1 evento ao vivo

PSOL ameaça entrar com representação contra filho de Mourão

Antônio Hamilton Rossell Mourão foi nomeado para o cargo de assessor especial da presidência do Banco do Brasil

10 jan 2019
13h44
atualizado às 14h04
  • separator
  • 33
  • comentários

O PSOL informou que vai entrar, ainda nesta quinta-feira, 10, com uma representação na Comissão de Ética Pública, da Presidência da República, contra a nomeação de Antônio Hamilton Rossell Mourão, filho do vice-presidente da República, Hamilton Mourão, para o cargo de assessor especial da presidência do Banco do Brasil.

Vice-presidente, o general da reserva Hamilton Mourão
Vice-presidente, o general da reserva Hamilton Mourão
Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil / Estadão Conteúdo

O caso foi revelado pela "Coluna do Broadcast", sistema de notícias em tempo real do "Grupo Estado".

"A nomeação do filho do vice-presidente, uma semana depois da posse do novo governo, não foi apenas inadequada ou extemporânea. Ela fere princípios que devem orientar a administração pública. Diante da indignação popular com a nomeação, o governo deveria voltar atrás. Sem isso, não nos resta alternativa senão provocar a Comissão de Ética Pública da Presidência da República", afirmou o presidente do PSOL, Juliano Medeiros, por meio da assessoria de imprensa do partido.

A representação, de acordo com o PSOL, se baseia em decreto sobre o nepotismo.

Veja também:

 

Estadão
  • separator
  • 33
  • comentários
publicidade