PUBLICIDADE

Lula

Pesquisa Ipec mostra aumento na avaliação negativa do governo Lula, que alcança 30%

Índice é semelhante ao divulgado também nesta quinta pelo Datafolha, que mostra cenário de estabilidade

7 dez 2023 - 20h34
(atualizado às 22h18)
Compartilhar
Exibir comentários
Avaliação do governo Lula oscilou negativamente, segundo pesquisa Ipec, instituto criado pelos antigos funcionários do Ibope
Avaliação do governo Lula oscilou negativamente, segundo pesquisa Ipec, instituto criado pelos antigos funcionários do Ibope
Foto: WILTON JUNIOR/ESTADÃO / Estadão

BRASÍLIA E SÃO PAULO - Pesquisa realizada pelo Ipec, fundado por antigos funcionários do Ibope, e divulgada nesta quinta-feira, 7, mostra aumento nas avaliações negativas do governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O porcentual de participantes do levantamento que classificou a gestão como ruim ou péssima passou de 25%, em setembro, para 30% - a variação é maior que a margem de erro de 2 pontos porcentuais. A pesquisa foi divulgada pelo portal "G1", que não menciona o número de entrevistados no levantamento, realizado de 1º a 5 de dezembro.

O porcentual que avalia o governo como ótimo ou bom passou de 40% para 38%, uma variação dentro da margem de erro. Também ficou dentro da margem a oscilação dos que julgam a gestão do petista como regular (de 32% para 30%). Os que não souberam responder foram 2%, em vez dos 3% da pesquisa anterior.

Quando a pergunta aos entrevistados foi sobre se aprova ou desaprova a maneira com que Lula governa, 51% disseram que aprovam. Na edição anterior, o número havia sido 56%. Os que desaprovam passaram de 39% para 43%.

A pesquisa também aponta que 48% dos entrevistados confiam no presidente, enquanto 50% não confiam. Além disso, 35% disseram que o atual governo está sendo pior do que esperava, 32% disseram que é melhor e 30% disseram que é igual.

Os entrevistados também responderam sobre economia. A impressão de 39% é que a situação econômica do país é melhor do que há seis meses, enquanto 36% acham pior e 23% acham igual. A expectativa para 45% é que daqui a 6 meses a economia melhore, enquanto 30% acham que vai piorar e 19% acham que vai ficar igual.

Por fim, 32% responderam que o atual governo está tendo "boas ideias para o País vem conseguindo colocá-las em prática", enquanto 37% disseram que a gestão "não está tendo boas ideias para o País". Outros 27% afirmaram que o governo tem boas ideias, mas não está conseguindo colocá-las em prática.

Datafolha mete aprovação de 38% e reprovação de 30%

Também divulgada nesta quinta-feira, 7, a quarta rodada da pesquisa Datafolha mostra que a avaliação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva se manteve estável. De acordo com o levantamento, 38% avaliam positivamente a gestão de Lula, mesmo número do último levantamento, divulgado em 14 de setembro.

Outros 30% consideram o trabalho regular,também o mesmo índice da pesquisa anterior. Avaliaram o governo Lula como ruim ou péssimo 30% dos entrevistados, ante 31% em setembro. A diferença de 1 ponto porcentual, está dentro da margem de erro de dois pontos para mais ou para menos do levantamento.

Evangélicos e Católicos

Entre os evangélicos, grupo que o presidente tentou se aproximar durante a campanha, sua reprovação é de 38% ante 28% registrados por entrevistados que se declararam católicos. De acordo com a pesquisa, os evangélicos representam 28% do eleitorado, enquanto os católicos são 52% da população ouvida.

A pesquisa foi realizada presencialmente, com 2.004 pessoas de 16 anos ou mais em 135 municípios pelo Brasil no dia cinco de dezembro. A margem de erro é de 2 p.p., para mais ou para menos.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade