PUBLICIDADE

Na ONU, Bolsonaro diz que há desafios ambientais, mas exalta postura do País

21 set 2021 11h28
ver comentários
Publicidade

Em seu discurso na 76ª Assembleia das Nações Unidas nesta terça-feira, 21, o presidente Jair Bolsonaro reconheceu que o Brasil tem grandes desafios ambientais, mas elogiou a postura do País sobre o tema. As declarações destoam da imagem do Brasil ao redor do mundo, de negligência no combate ao desmatamento e queimadas na Floresta Amazônica.

"Nenhum país do mundo possui uma legislação ambiental tão completa como a nossa. Nosso código ambiental deve servir de exemplo para outros países", chegou a dizer Bolsonaro, durante seu discurso. "Somente no bioma amazônico, 84% da floresta está intacta", acrescentou, sem citar estudos que comprovem seus cálculos.

"Na Amazônia, tivemos uma redução de 32% de desmatamento no mês de agosto, quando comparado a agosto do ano anterior. Qual país do mundo tem uma política de preservação ambiental como a nossa? Os senhores estão convidados a visitar a nossa Amazônia!", completou o presidente.

Desde o início do governo Bolsonaro, quando os números de desmatamento da Amazônia passaram a crescer, a comunidade internacional ampliou a cobrança por uma nova política ambiental - ameaçando, inclusive, retaliações na área comercial.

Infraestrutura

Bolsonaro também aproveitou os olhares de todo o mundo para destacar feitos de seu governo na área de infraestrutura. O presidente citou o leilão da Cedae, no Rio de Janeiro, e as construções de rodovias. "Promovemos o ressurgimento do modal ferroviário", destacou. "Temos tudo o que investidor procura, grande mercado consumidor, excelentes serviços, tradição de respeito a contratos e confiança no nosso governo", acrescentou.

O leilão do 5G também foi citado por Bolsonaro - que, segundo o presidente, vai acontecer nos próximos dias.

Estadão
Publicidade
Publicidade