0

Mourão: Salles não se referia apenas ao meio ambiente em reunião ministerial

14 jul 2020
19h32
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O vice-presidente, Hamilton Mourão, afirmou nesta terça-feira (14), que o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, sofre por decisões que foram tomadas no passado e destacou que a fala do titular da pasta na reunião de 22 de abril, sobre "ir passando a boiada" durante a pandemia da covid-19, era a respeito medidas infralegais, e não se restringia a questões ambientais.

"O ministro Salles sofre por, digamos assim, algumas decisões que foram tomadas no passado e não foram as melhores", disse a senadores, em audiência por videoconferência. "Também por aquela observação que ele fez durante reunião ministerial, que, na minha visão, se referiu a medidas infralegais, e que abrangesse não só a área do Meio Ambiente."

Sem muitas explicações, Mourão afirmou que estão "procurando colocar Salles em uma melhor posição do que ele vem tendo". Ressaltou ainda que a decisão sobre os ministros é do presidente Jair Bolsonaro e que, por enquanto, o titular da pasta do Meio Ambiente desfruta da confiança do chefe do Executivo.

Indígenas

Mourão afirmou que a Secretaria Especial de Saúde tem um orçamento "muito bom" para prestar assistência básica à população indígena. De acordo com ele, são R$ 1,6 bilhões destinados para a área. "Desde que seja bem utilizado, não haja desperdício ou o bichinho da corrupção o alcance, temos condições de estabelecer medidas". Entretanto, Mourão reconheceu que há um desfalque no quadro pessoal da Fundação Nacional do Índio (Funai).

Veja também:

Por apoio à CPMF, Guedes vai propor cortar à metade tributos sobre salários
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade