0

Líder do PSL quer convocar Onyx para prestar esclarecimentos

Segundo Delegado Waldir, os líderes querem que o governo se retrate do desmentido que fizeram ontem.

15 mai 2019
18h05
atualizado às 18h27
  • separator
  • comentários

O líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir (PSL-GO), quer convocar o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, para prestar esclarecimentos no plenário da Câmara. "A convocação do ministro é em razão de acusar parlamentares em levar vantagens", disse Waldir.

Waldir estava presente na reunião de ontem de líderes da Câmara com o presidente Jair Bolsonaro. Após o encontro, deputados disseram que o governo iria rever o bloqueio de recursos no orçamento da Educação. Líderes de quatro legendas, entre eles do partido do próprio presidente, disseram que Bolsonaro telefonou para o ministro da Educação, Abraham Weintraub, e determinou que novos cortes deixem de ser feitos.

Delegado Waldir, escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro como líder do PSL na Câmara
Delegado Waldir, escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro como líder do PSL na Câmara
Foto: Fátima Meira / Futura Press

O governo negou a informação na sequência ontem e Onyx voltou a comentar o caso hoje. "Alguém ou porque tinha interesse político ou porque queria mais um pouquinho de luz, entendeu algo que era completamente desconectado daquilo que estava sendo dito, que lhe servia politicamente e que sustenta essa posição. O governo, de maneira uniforme, se manifestou ontem reafirmando que contingenciamento é o governo ser prudente", disse o ministro.

Essa declaração deixou Waldir bastante irritado. "O ministro vai ter de explicar isso. Vamos convocar ele aqui para ele explicar quem é que queria levar vantagem. Onyx vai ter de vir aqui. O Bolsonaro falou que todos os ministros teriam que vir. O próximo a vir aqui vai ter de ser o Onyx. Semana que vem, vamos convocar ele pra vir explicar quem levou vantagem", disse.

Segundo Waldir, os líderes querem que o governo se retrate do desmentido que fizeram ontem. "Se não se retratarem, vai pegar para o lado deles", disse. "Vai ser convocado ou pede desculpa pra gente e fala que falou asneira", afirmou. O líder do PSL disse que ainda vai conversar com os demais líderes sobre a convocação e quer também que a líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-SP), se desculpe por postagens que fez sobre o mesmo tema.

Estadão

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade