0

Governo demonstra preocupação com Jornada Mundial da Juventude

Com um público estimado em 1,5 milhão de pessoas, a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) 2013 ocorre entre os dias 23 e 28 de julho, no Rio

21 jun 2013
11h57
atualizado às 16h09
  • separator
  • 0
  • comentários

Responsável pela articulação com movimentos sociais, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, admitiu nesta sexta-feira que o governo se preocupa com a vinda do papa Francisco ao Brasil na Jornada Mundial da Juventude, que acontece no Rio de Janeiro em julho. O ministro participava de uma reunião preparatória para o grande evento, um dia após mais de 1 milhão de pessoas terem ido às ruas em todo o País para pedir melhores serviços públicos e mais ética na política. 

“A Jornada pode, nós temos de ter clareza, ela pode ocorrer dentro de um clima -  não vou dizer igual aos dias de hoje, que a conjuntura evolui tão rapidamente que não temos como profetizar, como vai acontecer, seria temerário -, mas teremos de estar preparados para a Jornada ocorrer inclusive em um clima em que esteja ocorrendo manifestações no País", afirmou o ministro.

A onda de protestos vem deixando o governo federal atônito. Nesta sexta-feira, a presidente Dilma Rousseff comanda uma reunião ministerial de emergência para avaliar o tema e pensar em estratégia de resposta. Segundo Carvalho, “atitude do governo federal desde o primeiro momento foi ir ao encontro das manifestações”. A exemplo de outras oportunidades, o ministro defendeu a mobilização e condenou atos de vandalismo. “Nós de um lado celebramos a democracia. A democracia custou muito para a gente conquistar”, disse. 

“O que está preocupando nos últimos momentos? É que as manifestações acabam sendo palco para manifestações de um tipo de expressãolamentável e irresponsável de vandalismo, que não podemos aceitar”, ponderou Carvalho.

O ministro agiu com naturalidade quando às demandas por melhores serviços e disse que “as pessoas não se contentam com meio caminho”. Além da reunião ministerial desta manhã, Gilberto Carvalho participará ainda de outro encontro com técnicos à tarde para tratar das principais respostas que o governo federal poderá dar aos manifestantes.

Papa Francisco no Brasil
Com um público estimado em 1,5 milhão de pessoas, a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) 2013 ocorre entre os dias 23 e 28 de julho, no Rio de Janeiro. O evento, realizado a cada dois ou três anos, promove um encontro internacional de jovens católicos o Papa. A última edição da JMJ ocorreu em 2011, em Madri, na Espanha, e reuniu cerca de 2 milhões de pessoas, de mais de 190 países.

O evento marca também a primeira grande visita internacional do papa Francisco desde sua nomeação como líder máximo da Igreja Católica, em 13 de março desde ano. O Pontífice chega ao Rio de Janeiro na tarde do dia 22 de julho, com retorno a Roma previsto para o dia 28. Sua agenda no Brasil contempla a visita à comunidade de Varginha, no complexo de Manguinhos, na zona norte do Rio, e ao Hospital São Francisco de Assis. Além disso, terá um encontro com a sociedade no Theatro Municipal, no centro da cidade, e ao Santuário de Aparecida, em São Paulo. O ponto alto fica por conta de duas grandes celebrações na praia de Copacabana, na zona sul do Rio, nos dias 25 e 26.

Veja também:

Trump recomenda a americanos cobrir o rosto ao sair às ruas
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade