3 eventos ao vivo

Evento com Toffoli é alvo de manifestantes anti e pró-STF

Com uma fantasia de cachorro, um dos manifestantes gritava com um megafone "STF Vergonha Nacional, não respeita o direito do animal".

17 abr 2019
21h48
atualizado às 22h29
  • separator
  • 39
  • comentários

A presença do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, em evento da Congregação Israelita Paulista (CIP) reuniu grupos contrários e favoráveis ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Na calçada em frente à CIP, na Rua Antônio Carlos, um grupo de cerca de 10 pessoas, protestou contra Toffoli. Eles carregavam bandeiras do Brasil e gritavam palavras de ordem como 'STF vergonha nacional' e 'Fora Toffoli'.

Manifestação de grupos contrarios e apoiadores ao Ministro do STF, Dias Toffoli, se enfrentam em frente a Congregacao Israelita Paulista, onde o Ministro ira dar uma palestra com o tema Desafios Contemporaneos, na noite desta quarta-feira, 17.
Manifestação de grupos contrarios e apoiadores ao Ministro do STF, Dias Toffoli, se enfrentam em frente a Congregacao Israelita Paulista, onde o Ministro ira dar uma palestra com o tema Desafios Contemporaneos, na noite desta quarta-feira, 17.
Foto: PAULO GUERETA/AGÊNCIA O DIA/ / Estadão

Durante a palestra de Toffoli, foi possível ouvir de dentro do prédio os gritos de ordem. Eles não quiseram conversar com a reportagem, mas disseram ser membros do grupo Ativistas Independentes.

Na saída do evento, o grupo tentou atingir com tomates o carro em que Toffoli estava.

Mais cedo, do outro lado da calçada, um grupo de cerca de 30 pessoas fez um ato a favor da instituição. Eles carregavam cartazes com dizeres 'Abaixo a Ditadura' e 'O Brasil precisa de Diálogo, não de intolerância'.

"Nossa intenção é demonstrar a indignação contra os ataques às instituições democráticas", disse o diretor de Base da região oeste do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, Edenilson Rossato, um dos organizadores do ato.

"Não é uma defesa ao Toffoli, é ao Supremo. O que está ocorrendo é um plano de desestruturação do Supremo para colocar ministros alinhados ao governo", afirmou.

Menos numeroso, mas mais ruidoso, outro grupo em defesa dos direitos dos animais protestava contra Toffoli e o STF. Recentemente, a Corte julgou por unanimidade ser constitucional o sacrifício de animais em rituais religiosos.

Com uma fantasia de cachorro, um dos manifestantes gritava com um megafone "STF Vergonha Nacional, não respeita o direito do animal".

Estadão
  • separator
  • 39
  • comentários
publicidade