0

Ministro pede reza por 'irmãos do Legislativo e STF'

Ministro da Secretaria-Geral, Floriano Peixoto, se apresentou como "católico fervoroso" e afirmou que o Planalto é um espaço de "muita fé"

21 mai 2019
16h48
atualizado às 17h17
  • separator
  • 0
  • comentários

O presidente Jair Bolsonaro participou nesta terça-feira, 21, de cerimônia religiosa no Palácio do Planalto para receber a imagem de Nossa Senhora, considerada santa na religião católica. No evento, o ministro da Secretaria-Geral, Floriano Peixoto, fez um apelo para que os religiosos rezem para que os "irmãos do Legislativo" votem pautas importantes no Congresso no curto prazo. O ministro também pediu oração em prol dos "irmãos" do Supremo Tribunal Federal (STF). Bolsonaro não discursou.

Floriano Peixoto se apresentou como "católico fervoroso" e afirmou que o Planalto é um espaço de "muita fé cristã". "Esse espaço, o Palácio, assim como todas as dependências públicas, por orientação do presidente da República, todos esses espaços são espaços onde se professa muita fé cristã", disse.

Floriano Peixoto, general da reserva e ministro da Secretaria-Geral
Floriano Peixoto, general da reserva e ministro da Secretaria-Geral
Foto: Marcos Corrêa / PR

O ministro se referiu ao atentado sofrido pelo presidente durante a campanha eleitoral, no ano passado, como evidência para justificar a "consolidação de uma fé enorme que reina nessa casa". "Somos todos tementes a Deus, acreditamos enormemente no seu poder com inúmeros exemplos que já contabilizamos. O maior exemplo disso foi ter salvo o nosso presidente daquela ação covarde e criminosa que aconteceu em Juiz de Fora (MG)", disse Floriano, que foi aplaudido pelos convidados.

Floriano também pediu aos convidados para que continuem rezando pelo sucesso do governo, pelos trabalhos dos "irmãos" do STF e pelos "irmãos do Legislativo", que, segundo ele, possuem "muitas pautas importantes". No início e no final do discurso, ele cumprimentou diretamente os parlamentares da Frente Parlamentar Católica.

"Agradeço a todos os presentes e peço que continuem orando, rezando pelo nosso sucesso, pelos nossos trabalhos, pelos trabalhos dos irmãos do STF, do Legislativo, que têm pautas importantes, muitas pautas, que esperamos que se concretizem para o bem do Brasil a curto prazo, para que, de forma unida, a gente consiga nosso objetivo maior que é dignificar o ser humano."

De acordo com o Planalto, a agenda foi proposta pelo deputado Eros Biondini, com participação de Dom Terra, bispo emérito de Brasília, e Dom Fernando Rifan, bispo da administração apostólica São João Maria Vianney.

Na cerimônia, também foi assinado um documento para registrar o recebimento da imagem religiosa, doada para a Presidência da República pela Associação Aliança de Misericórdia. A imagem deve ficar no Palácio do Planalto, segundo a Secretaria de Comunicação.

Em abril, também foi realizado um evento religioso no Planalto para celebrar o feriado de Páscoa. Na ocasião, houve apresentação de uma banda neopentecostal, ligada à igreja evangélica Sara Nossa Terra, do bispo Robson Rodovalho, apoiador do presidente. Entre uma música e outra, servidores públicos se revezaram no púlpito citando versículos bíblicos.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade