0

Em debate no Rio, candidatos do PSC, PSD e PSOL trocam acusações

2 out 2018
23h23
  • separator
  • 0
  • comentários

Os candidatos ao governo do Estado do Rio do PSC, Wilson Witzel, do PSD, Indio da Costa, e do PSOL, Tarcisio Motta, trocaram acusações no primeiro bloco do debate da TV Globo.

A primeira troca de acusações foi entre Witzel e Indio, quando o candidato do PSC, ex-juiz federal, lembrou de suspeitas envolvendo o candidato do PSD, que foi candidato a vice-presidente em 2010, pelo DEM, na chapa com José Serra (PSDB). Indio rebateu dizendo que era "ficha limpa".

Em seguida, Tarcísio Motta (PSOL) lembrou que Indio foi secretário do ex-governador Sergio Cabral (MDB), hoje preso, e do prefeito Marcelo Crivella (PRB). "Você faz parte dessa turma toda", afirmou Motta.

Logo no início do segundo bloco, as acusações continuaram. Ao perguntar para o candidato do DEM, Eduardo Paes, Indio disse que temia pelas sentenças proferidas por Witzel, já que o candidato do PSC acusava sem provas. Também se dirigiu a Paes, listando acusações contra o ex-prefeito carioca. "A gente entende seu desespero", respondeu Paes, numa referência às baixas intenções de voto de Índio.

Por causa da acusação, Witzel conquistou direito de resposta, mesmo não participando das perguntas e respostas entre Indio e Paes. "A maioria das minhas sentenças foi confirmada", disse Witzel, destacando que as sentenças como juiz federal foram submetidas ao Tribunal Regional Federal da 2ª Região, órgão que Indio teria ofendido, em sua visão.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade