PUBLICIDADE

CPI quer reforçar provas sobre vacinas e Amazonas ao ouvir nº 2 de Pazuello

9 jun 2021 09h33
ver comentários
Publicidade

A CPI da Covid quer reforçar as provas contra o governo do presidente Jair Bolsonaro ao ouvir nesta quarta-feira, 9, o ex-secretário executivo do Ministério da Saúde Elcio Franco, número 2 do ex-ministro Eduardo Pazuello. "Coube a ele as negociações sobre vacinas, a situação do Amazonas e o colapso no fornecimento de oxigênio naquele Estado", disse o vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues, em entrevista coletiva antes da sessão.

"Eu considero que o depoimento dele é o mais importante da semana para a corroboração do material probatório que pretendemos construir nessa Comissão Parlamentar de Inquérito", afirmou Randolfe.

Um dos pontos de atenção no depoimento de hoje envolve o colapso no sistema de saúde em Manaus, no início do ano. A secretária Mayra Pinheiro, do Ministério da Saúde, afirmou que a pasta soube do ocorrido no dia 7 de janeiro. Pazuello, por sua vez, citou a data de 10 de janeiro ao falar na CPI.

Estadão
Publicidade
Publicidade