1 evento ao vivo

Após mais de três horas, PF deixa gabinete de deputada

Ela foi ministra do Trabalho, onde investigação identificou concessão fraudulenta de registros sindicais

12 jun 2018
11h09
atualizado às 11h51
  • separator
  • comentários

Depois de mais de três horas, agentes da Polícia Federal deixaram o gabinete da deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ). Os policiais passaram parte da manhã no Anexo 4 da Câmara dos Deputados para cumprir mandado de busca e apreensão no âmbito da segunda fase da Operação Registro Espúrio.

A deputada Cristiane Brasil
A deputada Cristiane Brasil
Foto: Luís Macedo / Câmara dos Deputados

A PF investiga se a parlamentar tem participação na organização criminosa que atua na concessão fraudulenta de registros sindicais no Ministério do Trabalho. Também foi feita busca e apreensão no Rio de Janeiro, onde a deputada mora. A primeira fase da operação ocorreu em maio.

Em nota, a asessoria de Cristiane Brasil disse que a deputada foi surpreendida pela operação e que espera que os fatos sejam esclarecidos em breve. Segundo o texto, a deputada não tem papel nas decisões tomadas pelo Ministério do Trabalho. "Espero que as questões sejam esclarecidas com brevidade, e meu nome, limpo", diz Cristiane Brasil.

Veja também

 

Agência Brasil Agência Brasil

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade