0

Italiano é preso por beijar a filha na boca em Fortaleza

3 set 2009
14h09
atualizado às 16h41

Um italiano de 40 anos foi preso em flagrante, na Praia do Futuro, em Fortaleza, após ser acusado por um casal de turistas de beijar a filha, de 8 anos, na boca e fazer carinhos supostamente em partes íntimas. O italiano é acusado do crime de "estupro vulnerável", com pena prevista de oito anos de reclusão, conforme o Artigo 217-A da nova lei que trata dos crimes sexuais, que entrou em vigor no último mês.

Ao ser detido - após um casal de brasileiros ter acionado a Polícia Civil do Ceará -, o estrangeiro, casado com uma brasileira, alegou ter dado apenas um "selinho" na boca da filha - prática comum em seu país de origem, segundo ele - e feito carinhos normais de pai ao brincar com a garota na piscina da barraca Crocobeach. O italiano está preso no 2º Distrito Policial, no bairro Aldeota.

O inquérito está sob a responsabilidade da Delegacia de Combate à Exploração de Crianças e do Adolescente (Dececa). A delegada Ivana Timbóouviu a menina nesta manhã e convocará depoimento de outras testemunhas nos próximos dias.

As recentes mudanças introduzidas na legislação referente aos crimes de estupro e pedofilia, com o intuito de endurecer as penas, gerou controvérsias entre especialistas. Há quem aponte o risco da aplicaçãode penas desproporcionais aos delitos.

O resultado do inquérito deve sair em 10 dias.

Agência Brasil Agência Brasil
publicidade