PUBLICIDADE

PF faz operação contra madeireiros ilegais que fecharam Transamazônica

26 jan 2022 12h26
ver comentários
Publicidade

A Polícia Federal realiza nesta quarta-feira uma operação para cumprir mandados de prisão e de busca e apreensão no Pará e na Paraíba contra um grupo acusado por desmatamento ilegal, corrupção e fraudes no sistema público de controle do comércio de madeira no Estado, segundo comunicado do Ministério Público Federal.

O grupo também é suspeito de ter feito uma emboscada contra equipes do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) e da Força Nacional de Segurança em Uruará, em maio de 2020, ocasião em que bloquearam a rodovia Transamazônica, feriram um fiscal do Ibama com uma garrafa de vidro e ainda levaram veículos apreendidos pelos agentes públicos.

A operação, batizada de Hardwood, foi autorizada pela Justiça Federal e é apoiada pelo MPF, que também participa das investigações. Os mandados estão sendo cumpridos em Uruará, Senador José Porfírio, Anapu, Santarém e Mojuí dos Campos, no Pará, e em São Bento, na Paraíba.

"O grupo é investigado por associação criminosa, invasão de terras da União, desmatamento ilegal, desobediência a ordem legal de funcionário público, coação no curso do processo e receptação, transporte, industrialização e comercialização de madeira de origem clandestina, crimes para os quais a legislação prevê penas que, se somadas, podem ultrapassar os 15 anos de prisão e multa, punição que pode ser aumentada de acordo com o número de vezes que os crimes foram cometidos, entre outros agravantes", afirmou o MPF, no comunicado.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade