PUBLICIDADE

Pazuello alega suspeita de Covid para não ir a CPI

Ex-ministro prestaria depoimento nesta quarta-feira (5)

4 mai 2021
11h50 atualizado às 13h32
0comentários
11h50 atualizado às 13h32
Publicidade

O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello não vai depor na CPI da Covid no Senado nesta quarta-feira (5) por supostamente ter tido contato com dois assessores infectados pelo novo coronavírus.

Pazuello foi flagrado sem máscara recentemente em shopping de Manaus
Pazuello foi flagrado sem máscara recentemente em shopping de Manaus
Foto: Reprodução/Twitter / Ansa - Brasil

A revelação foi feita pelo presidente da comissão, Omar Aziz (PSD-AM), na abertura da sessão desta terça (4), que tem os depoimentos dos também ex-ministros Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich.

"Fui comunicado hoje de manhã que Pazuello teve contato com dois coronéis auxiliares dele no final de semana que estão com Covid. Segundo a informação que eu tenho, ele vai entrar em quarentena e não virá depor amanhã", disse Aziz. O adiamento do depoimento, no entanto, ainda não foi oficializado.

Pazuello já teve Covid em outubro do ano passado e há menos de 10 dias foi flagrado andando sem máscara de proteção em um shopping de Manaus. O uso do dispositivo é uma das principais medidas para evitar a infecção pelo novo coronavírus.

O depoimento de Pazuello é o mais aguardado da CPI, já que o general da ativa foi ministro da Saúde durante a maior parte da pandemia (maio de 2020 a março de 2021). Em sua gestão, mais de 280 mil pessoas morreram de Covid no Brasil, sem contar a subnotificação.

Fiel a Bolsonaro, o militar deve ser questionado sobre a demora na compra de vacinas por parte do governo, o colapso de hospitais em Manaus, a ausência de um programa nacional de testagem e a promoção de tratamentos precoces de ineficácia comprovada.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade