4 eventos ao vivo

Marinha leva símbolos da Jornada Mundial até a Ilha de Paquetá

14 jul 2013
11h30
atualizado às 11h31
  • separator
  • 0
  • comentários

A Cruz dos Jovens e o Ícone de Nossa Senhora, principais símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), permanecem neste domingo na Ilha de Paquetá, na Baía de Guanabara. Os símbolos religiosos ficarão até o início da tarde na Igreja Senhor do Bom Jesus do Monte.

<p>Cruz que já percorreu quase o mundo inteiro chegou ao país em 6 de julho</p>
Cruz que já percorreu quase o mundo inteiro chegou ao país em 6 de julho
Foto: Reynaldo Vasconcelos / Futura Press

A cruz e o ícone foram transportados até Paquetá em duas embarcações da Marinha. Junto com o cortejo, seguiu o arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani João Tempesta. Os símbolos da jornada estão sendo levados a vários países desde que foram presenteados aos jovens católicos pelo Vaticano.

A cruz de 3,8 metros foi um presente do papa João Paulo II, dada aos jovens em 1984. Desde então, ela já rodou todos os continentes em peregrinações católicas. Desde 1994, é símbolo da Jornada Mundial da Juventude, maior evento internacional de jovens católicos. Já o Ícone de Nossa Senhora foi presentado em 2003, também pelo papa João Paulo II.

Os dois símbolos chegaram ao Rio de Janeiro no dia 6 de julho e vão circular por diversos pontos da capital até o próximo dia 22, véspera do início da JMJ, que acontece de 23 a 28, no Rio. Depois de sair de Paquetá, os símbolos estarão em uma missa às 15h30, na Igreja Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, zona sul da cidade. Ás 17h, serão levados em uma procissão pelo bairro.

Amanhã (15), no décimo dia de peregrinação pela cidade, a cruz e o ícone serão levados ao Morro do Vidigal, às 9h; ao Largo do Machado, às 12h; ao Instituto Benjamin Constant, às 14h30; à Basílica da Imaculada Conceição, na Praia de Botafogo; às 16h; à Praia de Botafogo, para uma oração às 17h; e à pré-estreia do filme da Jornada Mundial da Juventude, no Colégio São Paulo, em Ipanema, às 19h.

Desde 1984, as Jornadas Mundiais da Juventude reúnem jovens católicos de todo o mundo em vigílias, orações e procissões. Além de Roma, na Itália, o evento já passou por Buenos Aires (Argentina), em 1987; Santiago de Compostela (Espanha), em 1989; Czestochowa (Polônia), em 1991; Denver (Estados Unidos), em 1993; Manila (Filipinas), em 1995; Paris (França), em 1997; Toronto (Canadá), em 2002; Colônia (Alemanha), em 2005; Sydney (Austrália), em 2008; e Madri (Espanha), em 2011.

Papa Francisco no Brasil
Com um público estimado em 1,5 milhão de pessoas, a Jornada Mundial da Juventude 2013 ocorre entre os dias 23 e 28 de julho, no Rio de Janeiro. O evento, realizado a cada dois ou três anos, promove um encontro internacional de jovens católicos o Papa. A última edição da JMJ ocorreu em 2011, em Madri, na Espanha, e reuniu cerca de 2 milhões de pessoas, de mais de 190 países.

O evento marca também a primeira grande visita internacional do papa Francisco desde sua nomeação como líder máximo da Igreja Católica, em 13 de março desde ano. O Pontífice chega ao Rio de Janeiro na tarde do dia 22 de julho, com retorno a Roma previsto para o dia 28. Sua agenda no Brasil contempla a visita à comunidade de Varginha, no complexo de Manguinhos, na zona norte do Rio, e ao Hospital São Francisco de Assis. Além disso, terá um encontro com a sociedade no Theatro Municipal, no centro da cidade, e ao Santuário de Aparecida, em São Paulo. O ponto alto fica por conta de duas grandes celebrações na praia de Copacabana, na zona sul do Rio, nos dias 25 e 26.

Agência Brasil Agência Brasil
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade